Vivências da terapia ocupacional em um centro dia para idosos/ Experiences of occupational therapy in a day-care center for elderly

Mariana de Pontes Santiago, Marlene das Graças Ferreira Ulrichsen, Érica Verônica de Vasconcelos Lyra, Yanne Lira Sobel

Resumo


Contextualização: O objetivo deste artigo é apresentar as vivências da Terapia Ocupacional em um Centro-Dia para idosos, na cidade do Recife, como práticas de estágio supervisionado, no ano de 2019. Processo de intervenção: As intervenções foram voltadas principalmente para o resgate da funcionalidade e manutenção das habilidades cognitivas e demonstraram efetividade ao longo dos atendimentos.  Análise crítica da prática:  A experiência evidencia um perfil de idosos com demências e outras condições de saúde que comprometam a realização das atividades de vida diária. Portanto, reforça-se a importância do terapeuta ocupacional nos Centros-Dia, para a recuperação da saúde e autonomia dos indivíduos.

Palavras-chave: Terapia Ocupacional. Pessoa Idosa. Centro- Dia.

 

Abstract

Contextualization: The aim of this article is to present the Occupational Therapy experiences in a day care center for the elderly in Recife, as supervised internship practices, in 2019. Intervention process: The interventions were mainly focused on the rescue of functionality and maintenance of cognitive skills and demonstrated effectiveness throughout the sessions. Practice analysis: The experience shows a profile of elderly with dementia and other health conditions compromise the performance of activities of daily living. Therefore, the importance of occupational therapist in Day Centers is reinforced for the recovery of health and autonomy of individuals.

Keywords: Occupational therapy. Aged. Day Care.

 

Resumen

Contextualización: El objetivo de este artículo es presentar las experiencias de Terapia Ocupacional en una guardería para ancianos en Recife, como prácticas supervisadas, en 2019. Proceso de intervención:  Las intervenciones se centraron principalmente en el rescate de la funcionalidad y el mantenimiento de las habilidades cognitivas y demostraron efectividad a lo largo de las sesiones. Análisis crítico de la práctica: La experiencia muestra un perfil de ancianos con demencia y otras condiciones de salud que comprometen el desempeño de actividades de la vida diaria (AVD). Por lo tanto, la importancia del terapeuta ocupacional en los centros de día se refuerza para la recuperación de la salud y la autonomía de las personas.

Palabras-clave: Terapia ocupacional. Anciano. Centros de Día.

 


Palavras-chave


Estágio; Centro-Dia; Funcionalidade; Terapia Ocupacional

Texto completo:

PDF

Referências


Andrade, N. B. de, Canon, M. B. F., Zugman, C. L., Ayres, T. G., Ide, M. G, Novelli, M. M. P. C. (2014). Centro de convivência de idosos: uma abordagem de estimulação cognitiva e psicossocial. Cad Ter Ocup da UFSCar., 22(1), 121–8.

Brasil. Ministério da Saúde. (2006). Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa. Disponível em: bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2006/prt2528_19_10_2006.html

Brasil. (2006). Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa. Cad Atenção Básica, 2(19):187.

Franciulli SE, Ricci NA, Lemos ND, Cordeiro RC, Gazzola JM. A modalidade de assistência Centro-Dia Geriátrico: efeitos funcionais em seis meses de acompanhamento multiprofissional. Cienc e Saude Coletiva. 2007;12(2), 373–80.

Freire, R. C. J., Arêas, G. P.T., Arêas, F. Z. da S., Barbosa, L. G. (2013). Estudo da acessibilidade de idosos ao centro da cidade de Caratinga, MG. Rev Bras Geriatr e Gerontol, 16(3), 541–58.

Gori, G., Pientini, S., Vespa, A. (2001). The Selection Of Meaningful Activities as a Treatment For Day-Care In Dementia. Arch Gerontol Geriatr suppl., 7, 207–12.

Kuzuya, M., Masuda, Y., Hirakawa, Y., Iwata, M., Enoki, H., Hasegawa, J., et al. (2006). Day care service use is associated with lower mortality in community-dwelling frail older people. J Am Geriatr Soc., 54(9), 1364–71.

Laver, K., Cumming, R., Dyer, S., Agar, M., Anstey, K. J., Beattie, E., et al. (2017). Evidence-based occupational therapy for people with dementia and their families: What clinical practice guidelines tell us and implications for practice. Aust Occup Ther J. 64(1), 3–10.

Liberman, F. (2002). Trabalho corporal, música, teatro e dança em Terapia Ocupacional: clínica e formação. Cad. Centro Universitário São Camilo, 8(3), 39–43.

Magalhães, B. (2017). A lição holandesa para o Brasil: projetos holandeses inovadores revolucionaram a qualidade dos serviços de saúde para a terceira idade no país [Internet]. Revista Veja. p. 1–6. Disponível em: https://veja.abril.com.br/mundo/holanda-reinventa-os-cuidados-com-a-terceira-idade/

Mehdizadeh, M., Mehraban, A. H., Zahediyannasab, R. (2017). The effect of group-based occupational therapy on performance and satisfaction of stroke survivors: Pilot trail, neuro-occupational view. Basic Clin Neurosci, 8(1), 69–76.

Nitrini, R., Helena, B. L., Mathias, S. C., Caramelli, P., Carrilho, P. E. M., Sauaia, N., et al. (1994). Testes neuropsicológicos de aplicação simples para o diagnóstico de demência. Arq Neuropsiquiatr., 52(4), 457–65.

Nitrini, R., Caramelli, P., Bottino, C. M. de C., Damasceno, B. P., Brucki, S. M. D., Anghinah, R. (2005). Critérios para o diagnóstico de doença de Alzheimer: Recomendações do Departamento Científico de Neurologia Cognitiva e do Envelhecimento da Academia Brasileira de Neurologia. Arq Neuropsiquiatr., 63(3), 720–7.

Pontes T. B., Polatajko, H. J. (2016). Habilitando Ocupações: Prática Baseada Na Ocupação E Centrada No Cliente Na Terapia Ocupacional. Cad Ter Ocup da UFSCar., 24(2), 403–12.

Pousada, T. G., Loureiro, J. P., González, B. G., Nieto-Rivero, L. (2019). Assistive technology based on client-centered for occupational performance in neuromuscular conditions. Medicine (Baltimore). 98(25),1–10.

Prado, L., & Graefling, B. C. F. (2019). Efeito da cinesioterapia no equilíbrio e na qualidade de vida em um grupo da terceira idade. Estud Interdiscip do Evelhecimento. 24(2), 129–46.

Silva, F. R., Conceição, P. O., Gardenghi, G. (2017). Perfil de idosos submetidos à avaliação geriátrica ampla em serviço de reabilitação. Rev Bras em promoção da Saúde. 30(2), 170–8.

Silva, A. F. G. da, Berbel, A. M. (2015). O benefício da dança sênior em relação ao equilíbrio e às atividades de vida diárias no idoso. ABCS Heal Sci. 40(1), 16–21.

Vitiello, A. P. P., Ciríaco, J. G. M., Takahashi, D.Y., Nitrini, R., Caramelli P. (2007). Avaliação cognitiva breve de pacientes atendidos em ambulatório de neurologia geral. Arq Neuropsiquiatr. 65(2A), 299–303.




DOI: https://doi.org/10.47222/2526-3544.rbto37215

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Revista Interinstitucional Brasileira de Terapia Ocupacional - REVISBRATO



Indexado em:

   

           

   Resultado de imagem para REDIB