Ressignificando vidas: reflexões acerca da construção do cuidado em saúde do consultório na Rua (CNAR) -- contribuições da terapia ocupacional / Giving new meaning to life: reflections on the construction of care in health in Consultório na Rua (CnaR)

Soraya da Conceição Telles Silva, Beatriz Akemi Takeiti, Keronlay da Silva Machado

Resumo


A oferta de cuidado em saúde a população em situação de rua ainda é recente no Brasil, portanto, ainda enfrenta uma série de dificuldades, barreiras e preconceitos. O presente trabalho tem como objetivo analisar a oferta de cuidado do Consultório na Rua (CnaR) na perspectiva da integralidade do cuidado e as contribuições da Terapia Ocupacional enquanto área de produção de um saber científico transdisciplinar. Trata-se de uma pesquisa exploratória-descritiva, de abordagem qualitativa, com base na realização de levantamento bibliográfico e pesquisa documental, que inclui o uso do diário de campo com registros de vivências interprofissionais na rua. Utilizou-se este registro de experiência prática como base para a construção de cenas apresentadas, precursoras para a análise e reflexão das intervenções da equipe do Consultório na Rua. O estabelecimento de vínculo para o cuidado, a valorização do saber dos usuários e a produção de subjetividade que se dá na rua foram as categorias selecionadas que compuseram as cenas descritas. Foram observadas potencialidades do Consultório na Rua e nas relações profissional-usuário, assim como dificuldades cotidianas enfrentadas.

 

The health care offering to the underclass is still recent in Brazil, therefore, is even faces a number of difficulties, barriers and prejudices. This study aims to analyze the offering of clinic care on the street (CnaR) in view of the construction of health care and the contributions of occupational therapy as an area of production of a transdisciplinary scientific knowledge. This is an exploratory-descriptive research, qualitative approach, based on a bibliographical survey and documentary research, which includes the use of the field diary with records of interprofessional experiences on the street. This record of practical experience was used as the basis for the construction of presented scenes, precursors for the analysis and reflection of the interventions of the team of the Office in the Street. The establishment of the link for care, the valorization of users' knowledge and the production of subjectivity that takes place on the street were the selected categories that composed the scenes described. Potentialities of the on-site office and professional-user relationships were observed, as well as daily difficulties faced.

Keywords: Homeless persons, consultation office in the street, integrality in health, Occupational Therapy.

 

La oferta de cuidado en la salud a la población en situación de calle es reciente en Brasil, por lo tanto, se enfrenta a una serie de dificultades, barreras y prejuicios. Este trabajo intenta analisar la oferta de cuidado al Consultório na Rua en la perspectiva de la construcción del cuidado en la salud y las contribuciones de terapia ocupacional enquanto area de producion de un saber cientifico transdisciplinario. Se trata de um estudio exploratório-descriptivo, enfoque cualitativo, con base en la realización de levantamiento bibliográfico e investigación documental, que incluye el uso del diario de campo con registros de las vivencias interprofesionales en la calle. Se utilizó este registro de experiencia práctica como base para la construcción de escenas presentadas, precursoras para el análisis y reflexión de las intervenciones del equipo del Consultorio en la calle. El establecimiento de vínculo para el cuidado, la valorización del saber de los usuarios y la producción de subjetividad que se da en la calle fueron las categorías seleccionadas que compusieron las escenas descritas. Observó el potencial de el servicio de Consultório na Rua (CnaR) y sus relaciones entre el usuário- profesional así como frente a las dificultades cotidianas.

Palabras clave: población de la calle, consultorio en la calle, integralidad en salud, Terapia Ocupacional.


Palavras-chave


pessoas em situação de rua, Consultório na Rua, integralidade em saúde, Terapia Ocupacional.

Texto completo:

PDF

Referências


¹Castel R. Da indigência à exclusão, a desfiliação. Precariedade do trabalho e vulnerabilidade relacional. In: Lancetti A, organizador. Saúde loucura. São Paulo: HUCITEC; 1998. p. 21-48.

²Rosa A da S, Cavicchioli MGS, Brêtas ACP. O Processo Saúde-Doença-Cuidado e a População em Situação de Rua. Rev Latino-am Enfermagem. 2005; 13 (4): p.576-82. [acesso em 2015 nov 15] Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-11692005000400017&script=sci_abstract&tlng=pt.

³Brasil. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Manual sobre o cuidado à saúde junto a população em situação de rua. Brasília: Ministério da Saúde, 2012. [acesso em 2015 nov 15]. Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/geral/manual_cuidado_populalcao_rua.pdf.

Albuquerque SC de. Cuidado em Saúde frente às Vulnerabilidades: práticas do consultório na rua [tese]. São Paulo (SP): Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP); 2014.

Galheigo SM. O cotidiano na terapia ocupacional: cultura, subjetividade e contexto histórico-social. Rev. Ter. Ocup. Univ. São Paulo, São Paulo. 2003; 14 (3): p. 104-109. [acesso em 2015 nov 15]. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rto/article/view/13924.

Decreto nº 7.053, de 23 de dezembro de 2009. Institui a Política Nacional para a População em Situação de Rua e seu Comitê Intersetorial de Acompanhamento e Monitoramento, e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, 23 Dez 2009. [acesso em 2015 nov 15]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2009/decreto/d7053.htm.

Costa SL da, Mendes R, organizadores. Redes Sociais Territoriais. São Paulo: Fap-Unifesp, 2014.

Portaria nº 122 e nº123, de 25 de janeiro de 2012. Define as diretrizes de organização e funcionamento das Equipes de Consultório na Rua. Diário Oficial da Republica Federativa do Brasil, 25 Jan 2012.

Portaria nº 3.088. Define as Diretrizes de Organização e Funcionamento das Equipes de Consultório na Rua, 13 Dez 2011. [acesso em 2015 nov 15]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2011/prt3088_23_12_2011_rep.html

Santos CF dos. Os Processos do Cuidado na Saúde da População em Situação de Rua: um olhar para além das políticas públicas [tese]. Porto Alegre (RS): Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, 2013. [acesso em 2015 nov 15]. Disponível em: http://pesquisa.bvs.br/brasil/resource/pt/sus-27779.

International Harm Reduction Association. O que é Redução de Danos? uma posição oficial da Associação Internacional de Redução de Danos [internet], 2010. [acesso em 12 out 2015]. Disponível em: http://www.ihra.net/files/2010/06/01/Briefing_what_is_HR_Portuguese.

Lancetti A. Clinica Peripatética. 2a ed. São Paulo: Hucitec; 2008.

Fonsêca CJB da. Conhecendo a redução de danos enquanto uma proposta ética. Psicologia & Saberes. 2012; 1(1): p. 11-36. [acesso em 12 out 2015]. Disponível em: http://revistas.cesmac.edu.br/index.php/psicologia/article/view/42.

Deslandes SF, Gomes R, Minayo C de S. (Org.). Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. 33ª ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.

Minayo MC de S. O Desafio do Conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 6ª Ed. São Paulo: Hucitec; Rio de Janeiro: Abrasco, 1999.

Silva LRC da, et al. Pesquisa Documental: alternativa investigativa na formação docente. In: Congresso Nacional de Educação -- EDUCERE, 9., Paraná, 2009.

Souza T de P, Macerata I. A Clínica nos Consultórios na Rua: territórios, coletivos e transversalidades. Rev. Psicol. 2015; 0 (2): p. 03-23.

Trino AT, Machado MPM, Rodrigues RB. Conceitos Norteadores do Cuidado Junto à População em Situação de Rua. In: Teixeira M, Fonseca Z, organizadores. Saberes e Práticas na Atenção Primária À Saúde: cuidado á população em situação de rua e usuários de álcool, crack e outras drogas. 1a ed. São Paulo: Hucitec; 2015.

Merhy EE, Feurwerker LCM. Novo Olhar sobre as Tecnologias de Saúde: uma necessidade contemporânea. In: Mandarino AC de S, Gomberg E, organizadores. Leituras de Novas Tecnologias e Saúde. Bahia: Editora UFS; 2009. [acesso em 12 out 2015]. Disponível em: http://www.uff.br/saudecoletiva/professores/merhy/capitulos-25.pdf.

Silva FP da. As Práticas de Saúde das Equipes dos Consultórios de Rua [tese]. Recife (PE): Universidade Federal de Pernambuco, 2013. [acesso em 12 out 2015]. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2014000400805.

Goffman E. Estigma: notas sobre a manipulação da identidade deteriorada. Edição digitalizada. Sabotagem; 2004. [acesso em 12 out 2015]. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/92113/mod_resource/content/1/Goffman%3B%20Estigma.pdf.

Gallassi AD, Santos V dos. Editorial: uso de drogas e vulnerabilidades associadas. Cad. Ter. Ocup. UFSCar. 2014; 22, suplemento especial: p. 1-4.

Nota Técnica Conjunta nº 001. Diretrizes e fluxograma para a atenção integral à saúde das mulheres e das adolescentes em situação de rua e/ou usuárias de crack/outras drogas e seus filhos recém-nascidos. Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde e Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa, 16 Set 2015.

Vanacor G. Transdiciplinaridade no Sistema Único de Saúde. Rio Grande do Sul, 2013. [acesso em 2015 out 12]. Disponível em: http://www.redehumanizasus.net/61694-transdisciplinaridade-no-sistema-unico-de-saude.

Associação Americana de Terapia Ocupacional - AOTA. Estrutura da prática da Terapia Ocupacional: domínio & processo. Rev Ter Ocup Univ São Paulo. 2015; (ed. esp.): p. 1-49. [acesso em 2015 out 12]. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rto/article/view/97496.

Silva MR da, Costa SL, Kinoshita RT. A interação na Construção do Sujeito e da Prática da Terapia Ocupacional. Rev Ter Ocup Univ São Paulo. 2014; 25 (2): p. 111-118. [acesso em 2015 out 12]. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rto/article/view/59434.

Gallassi AD, Santos V dos. O Abuso de Drogas: desafios e opções para a prática do profissional de saúde no Basil. Brasília Médica. 2013; 50: p. 51-57.

Carleto DGS, Alves HC, Gontijo D T. Promoção de Saúde, Desempenho Ocupacional e Vulnerabilidade Social: subsídios para a intervenção da Terapia Ocupacional com adolescentes acolhidas institucionalmente. Rev. Ter. Ocup. Univ. São Paulo. 2010; 21 (1): p. 89-97. [acesso em 2015 out 12]. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rto/article/view/14090.




DOI: https://doi.org/10.47222/2526-3544.rbto9627

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Interinstitucional Brasileira de Terapia Ocupacional - REVISBRATO



Indexado em:

   

           

   Resultado de imagem para REDIB