Música, linguagem e política; repensando o papel de uma práxis sonora

Samuel Araújo, Gaspar Paz

Resumo


Esse ensaio reflete sobre a linguagem musical e suas dimensões políticas, a fm de reconsiderar o papel de uma práxis sonora. Trata-se de perceber as expressões artísticas dentro de uma natureza diretamente ligada aos acontecimentos ou fatos culturais, sublinhando tais atividades enquanto críticas a uma normatividade de tradição pseudo-universalizante e racionalista. Nesse sentido, a articulação das
implicações recíprocas entre o sonoro, o mundano e o político revelam a densidade das inquietações presentes nesse estudo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Samuel Araújo, Gaspar Paz

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.