Boris Schnaiderman e os dilemas do Homem Histórico: uma análise sobre Guerra em surdina e Caderno italiano

Giuliana Teixeira de Almeida

Resumo


Boris Schnaiderman, o maior eslavista brasileiro, escreveu dois textos sobre a sua experiência de ex-combatente da FEB na Segunda Guerra Mundial: Guerra em Surdina e Caderno Italiano.  Este artigo analisa esse dois textos que flertam com o gênero autobiográfico e propõe uma reflexão acerca das interfaces entre a ficção e a História; tanto em Guerra em Surdina quanto em Caderno Italiano há a supressão do indivíduo e a sensação de esmagamento pela História.


Palavras-chave


Ficção autobiográfica; História; Literatura

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Giuliana Teixeira de Almeida

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.