APONTAMENTOS PARA UMA LEITURA DE ALBERTO CAEIRO

Gilvan Fögel

Resumo


Partindo do vínculo estabele-
cido por Ricardo Reis e Álvaro de Cam-
pos entre Alberto Caeiro e a reconstru-
ção da essência do paganismo, explícita
ou implicitamente, o ensaio busca pen-
sar, fenomenologicamente, o respectivo
heterônimo de Fernando Pessoa num
encontro com o pensamento grego, que,
por sua vez, é caracterizado como o fora,
o exterior, o objetivo, em oposição ao cris-
tão da interioridade e à modernidade
intimista, subjetivista, ambos, cristianis-
mo e modernidade, cheios de vontade
de infinito, de ilimitado. O que defini-
ria Caeiro, o mestre dos heterônimos, e
a sua natureza grega, greco-pagã, seria “a
repugnância do infinito”.

Palavras-chave


Fernando Pessoa, Alberto Caeiro, paganismo, natureza, alma, vida.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Gilvan Fögel

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.