“TUDO TINHA DE SEMELHAR UM SOCIAL”. PERSPECTIVA CRÍTICA E RETÓRICA JUSTIFICADORA NO NARRADOR DE GRANDE SERTÃO: VEREDAS

Danielle Corpas

Resumo


Desde a década de 1990, os
estudos sobre Grande sertão: veredas que
levam em conta a história social e políti-
ca brasileira partem eminentemente da
análise de personagens e cenas do roman-
ce como alegorias de processos vividos
no país. Este artigo retoma as formula-
ções de Antonio Candido sobre o livro
para ressaltar a potência crítica de um
viés interpretativo que, trazendo para o
centro da reflexão a expressão do narra-
dor, põe em discussão leis mentais e so-
ciais que tiveram e ainda têm vigor no
Brasil.

Palavras-chave


Grande sertão: veredas; Antonio Candido; crítica e sociedade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Danielle Corpas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.