MORTE E VIDA SEVERINA E O SUPER-REGIONALISMO

Marcelo Frizon

Resumo


O presente ensaio procura ana-
lisar o poema/auto Morte e Vida Severina,
de João Cabral de Melo Neto, à luz da
visão de Antonio Candido a respeito do
regionalismo literário produzido no Bra-
sil na metade do século XX.

Palavras-chave


Antonio Candido, João Cabral de Melo Neto, Morte e Vida Severina, regionalismo, super-regionalismo, Literatura e Subdesenvolvimento.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Marcelo Frizon

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.