A teoria literária materialista de Pierre Bourdieu: autonomização social das letras como dilema

Gabriel Estides Delgado

Resumo


O aparato conceitual do sociólogo francês Pierre Bourdieu, construído sobre uma análise das classes sociais ocidentais modernas, que alia-se à tradição materialista, é revisitado como contribuição fundamental para avaliarmos a teoria literária que Bourdieu escreveu já na maturidade, em As regras da arte. Sua objetivação da produção simbólica situa o processo de autonomização do campo literário, a partir do caso francês, como caminho crítico a se percorrer para o desvendamento formal das obras literárias.

Palavras-chave


Pierre Bourdieu; campo literário; luta de classes; materialismo histórico.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 Gabriel Estides Delgado

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.