O corpo vivo da história: tortura e feminização dos corpos a partir da ditadura civil-militar brasileira.

Ana Paula Veiga Kiffer

Resumo


Este texto busca através dos relatos de presas políticas na ditadura civil-militar brasileira, e de arquivos e experiências pessoais entender como os dispositivos de tortura redesenharam corpas feminizadas, e a erotização e a subalternização que daí decorrem delineando-as.  


Palavras-chave


corpos feminizados; dor; inconsciente colonial; ditadura; tortura.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2022 Ana Paula Veiga Kiffer

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.