Ginger e Fred --— quando a luz se apaga no tempo espetacular.

Anna Paula Soares Lemos

Resumo


O artigo faz uma análise do filme Ginger e Fred (1985) do diretor italiano
Federico Fellini. O filme coloca a TV no foco da câmera cinematográfica
como um circo de fragilidades e caricaturas onde tudo se tornou mercadoria
e imitação, uma artificialidade codificada. Fellini reflete sobre a morte da
poesia do cinema em tempos de televisão como álibi para chegar às questões
universais que atingem o homem e o artista contemporâneo.


Palavras-chave


Fellini; Ginger e Fred; televisão; espetáculo; imitação

Texto completo:

PDF HTML

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Anna Paula Soares Lemos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.