PENSAMENTO TRÁGICO E PERSPECTIVISMO: uma relação nietzschiana

Josemar Rodrigues da Silva

Resumo


O artigo trata das distinções entre o pensamento racional, que tem a filosofia socrático-platônica, a doutrina judaico-cristã e a filosofia cartesiana como alguns de seus principais expoentes, e o pensamento trágico inaugurado por Nietzsche. A vida do pensamento racional é uma vida constituída de imergência, retração, ressentimento, portanto, decadente. Já o pensamento trágico não é mais o pensamento conceitual ou cartesiano, ou seja, o pensamento como forma ou atividade da racionalidade, mas o pensamento sem sujeito, que flui do jogo caótico das forças e acompanha o jogo irracional da própria natureza.

Palavras-chave


Pensamento trágico; Vida; Arte.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Josemar Rodrigues da Silva