SEIN UND ZEIT: Sobre uma Ética, outra vez

Paulo Fernando Rocha Antunes

Resumo


O artigo que aqui se apresenta aborda uma perspetiva controversa, no que concerne às diversas interpretações de Sein und Zeit (1927), obra destacada dos escritos de Martin Heidegger. É, pois, trazida novamente à liça a perspetiva de que se pode, de certa maneira, mapear um sentido ético nas suas páginas, mesmo que por vezes pareça ser iludido. Em caso de se confirmar um sentido ético, caberá perceber que tipo de sentido poderá ter, como se manifesta e a quem (ou como) servirá. É disto que se vai tratar.

The paper presented here addresses a controversial perspective in regard to various interpretations of Sein und Zeit (1927), the highlighted work from writings of Martin Heidegger. It is therefore again brought to the fore the prospect that one can, in one way, map an ethical sense in its pages, even if it sometimes seems to be deceived. In case of confirming an ethical sense, you will be trying to understand what kind of meaning may have, how it manifests itself and who will (or how to) serve. It’s what will be treated.


Palavras-chave


Tragédia; História; Niilismo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Paulo Fernando Rocha Antunes