GRANDEZA E EXPERIÊNCIA TRÁGICA NO AFROBEAT DE FELA KUTI

Rodrigo dos Santos

Resumo


A criação do estilo musical denominado afrobeat, que ocorreu na Nigéria na década de 1970, gerou um grande impacto cultural na sociedade nigeriana, chegando a reverberar nas experiências de diversos artistas africanos, norte americanos e brasileiros. Consolidando-se como um novo gênero musical que integrava elementos da tradição yorùbá com elementos da música ocidental,o afrobeat ainda serviu de base para a projeção de valores estéticos antagônicos ao modelo europeu de pensamento. Além disso, formulou-se paralelamente ao projeto es tético musical do afrobeat um projeto de renovação dos valores culturais vigentes nas sociedades africanas, altamente influenciadas pela presença muçulmana e do cristianismo na região. A dimensão filosófica dessa renovação dos valores pode ser compreendida a partir de uma relação com Burckhardt e Nietzsche, considerados como pensa dores que promoveram, em suas respectivas áreas, o estabelecimento de uma reflexão crítica da modernidade. O objetivo deste artigo é apresentar uma abordagem da experiência da grandeza em Fela Anikulapo-Kuti, o criador do afrobeat, a partir de uma interpretação das noções de grandeza histórica, segundo Burckhartd, e de sensação autêntica e experiência trágica, conforme a formulação nietzschiana.

Palavras-chave


grandeza; música; experiência trágica; Fela Kuti; afrobeat

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Rodrigo dos Santos