DO SENTIDO COMO PRODUÇÃO DE SENTIDO EM DELEUZE

Alessandro Carvalho Sales

Resumo


Detectamos três momentos iniciais fundamentais, segundo os quais Deleuze investiga a noção de sentido em sua Lógica do Sentido. O primeiro relata o espaço entre a primeira (Do Puro Devir) e a terceira série (Da Proposição), e é o que apresenta o sentido como acontecimento, na medida em que o autor leva a termo uma interpretação do estoicismo.1 O segundo é aquele em que faz uma conexão com o conceito de estrutura e parte em busca de uma espécie de ontologia do sentido. Estamos no intervalo entre a quarta (Das Dualidades) e a oitava séries (Da Estrutura).2 A última porção deste percurso – espaço principal do presente texto – refere as séries em que, a partir dos ganhos e das relações obtidos com as texturas conceituais do acontecimento e da estrutura, o filósofo trama a apresentação do sentido como produção. Este trecho se estende entre a nona (Do Problemático) e a décima primeira série (Do Não-Senso).

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Alessandro Carvalho Sales