CONTINUIDADES E RUPTURAS NOS MECANISMOS DE EDIPIANIZAÇÃO: UMA LEITURA DE O ANTIÉDIPO E KAFKA: POR UMA LITERATURA MENOR

Flávio Luiz de Castro Freitas

Resumo


O presente trabalho pretende investigar o seguinte problema: do ponto de vista da crítica dirigida à psicanálise, quais são as possíveis continuidades e rupturas entre O Anti-Édipo e Kafka: por uma literatura menor de autoria de Deleuze e Guattari? Para desenvolver esse problema, postulamos que seja possível explicitar importantes continuidades e rupturas concernentes ao conceito de “edipianização”, precisamente entre o capítulo 2 de O Anti-Édipo, “Psicanálise e familialismo: a santa família”, e o capitulo 2 de Kafka: por uma literatura menor, cujo título é “Um Édipo grande demais”.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Flávio Luiz de Castro Freitas