CONTRIBUIÇÃO PARA A FILOLOGIA DE NIETZSCHE: INTERPRETAÇÃO CONTEXTUAL

João Paulo Simões Vilas Bôas

Resumo


As reflexões que tratam de critérios de leitura e análise textual são de grande interesse tanto para pesquisadores como para estudantes de Filosofia. Quando se trata, porém, do pensamento de Friedrich Nietzsche, uma discussão sobre esse tema adquire importância absolutamente fundamental dentro e fora dos meios acadêmicos. Isso ocorre, em primeiro lugar, devido ao sinistro quadro de polêmicas e incertezas que envolveram a figura deste pensador alemão desde as primeiras repercussões de sua obra e, em segundo lugar, pela maneira peculiar e nem um pouco ortodoxa como Nietzsche expõe suas ideias. Diante deste quadro, este trabalho se propõe a apresentar as linhas mestras de uma vertente filológico-hermenêutica que, em anos recentes, vem adquirindo grande destaque no âmbito da Nietzsche-Forschung: a interpretação contextual, a qual se caracteriza justamente pela importância que concede ao contexto como elemento capaz de contribuir de maneira decisiva para a tarefa de compreensão e exegese textual.

Palavras-chave


interpretação contextual; filologia; hermenêutica; margem de manobra

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 João Paulo Simões Vilas Bôas