As noções de corpo e afeto nos pensamentos de Spinoza e Winnicott

Carlos Augusto Peixoto Junior

Resumo


Este artigo tem como objetivo principal discorrer sobre as concepções de corpo e afeto nas obras de Donald Winnicott e Baruch de Spinoza procurando estabelecer algumas aproximações entre as abordagens dos dois autores. Neste sentido, em Spinoza são abordados os conceitos de conatus e potência, assim como as relações entre corpo e mente, articulando-as com o lugar decisivo ocupado pelos afetos na sua teoria. Em Winnicott busca-se delimitar o lugar do corpo procurando vinculá-lo com a experiência de continuidade do ser. Neste segundo contexto são discutidos alguns conceitos fundamentais formulados pelo autor, tais como as de psique-soma, integração e personalização. Com isso busca-se destacar em segundo plano a importância das noções de vida e imanência nas teorias do filósofo holandês e do psicanalista britânico, na tentativa de fundamentar com coerência a noção de corpo-afeto.

Palavras-chave


Spinoza; Winnicott; corpo; afeto

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Carlos Augusto Peixoto Junior