Nietzsche: Baubo contra o Crucificado

Leonel Antunes Magalhães

Resumo


Esse trabalho busca pensar ao lado de Nietzsche o modo como ele compôs a história da verdade e para onde ele aponta ao sair de tal labirinto. Entendemos que tal história está ligada à interpretação que Nietzsche deu para os fenômenos religiosos, uma vez que foi no campo dessas experiências que primeiro os homens convenceram-se de estar em posse da verdade. Para tanto, buscaremos entender em que medida se dá, para o pensamento nietzschiano, a oposição entre Baubo/Dionísio e o Crucificado – ou as relações entre politeísmo e monoteísmo para a criação de valores – tal oposição aponta para modos de vida distintos como formas diferentes de lidar com o problema da verdade ou a verdade enquanto problema.

Palavras-chave


Friedrich Nietzsche; Baubo; Dionísio; verdade; perspectiva.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Leonel Antunes Magalhães