ONTOLOGIA DO REAL E ÉTICA DA AFIRMAÇÃO EM CLÉMENT ROSSET

Silvia Pimenta Velloso Rocha

Resumo


A obra de Clément Rosset propõe uma maneira singular de responder a pergunta filosófica sobre o mundo (que caracterizo aqui como uma ontologia do real) e uma reflexão sobre a dimensão prática de tal saber, que diz respeito a como viver em tal mundo (que procurei caracterizar como uma ética da afirmação). Rigorosamente antimetafísica, a ontologia rossetiana nega a hipótese de que a realidade aparente seja a expressão de uma essência. Se a função da metafísica é promover a busca da verdade, a função prioritária de um pensamento antimetafísico é libertar-nos da crença na verdade: é a recusa de transcendência que possibilita a afirmação do real em sua imanência. Ontologia do real e ética da afirmação se mostram como dois lados da mesma moeda.

Palavras-chave


Clément Rosset; ontologia do real; antimetafísica

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Silvia Pimenta Velloso Rocha