“ANIQUILAÇÃO”, OU DA ANTI-NATUREZA

Rodrigo Inácio R. Sá Menezes

Resumo


Trata-se de analisar o filme “Aniquilação” (2018) à luz da filosofia trágica de Clément Rosset (1939-2018), particularmente seu livro de 1973, A anti-natureza. Trata-se, ao mesmo tempo, de uma homenagem ao filósofo, que faleceu semanas após o lançamento de “Aniquilação”, em março de 2018. Recorre-se ao conceito rossetiano de “anti-natureza” (anti-nature) para discutir a temática de “Aniquilação” e levantar toda uma problemática concernente à antiga questão filosófica que se interroga acerca da natureza e do ser, enfim, da realidade última do que existe.

Palavras-chave


Aniquilação, Anti-natureza, Phýsis, Arkhé, Necessidade, Acaso, Artifício, Filosofia Trágica

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Rodrigo Inácio R. Sá Menezes