A mnemotécnica da cibermoral - novas roupagens da má consciência em Nietzsche

Rodrigo Luis Schilling

Resumo


A presente investigação consiste, num primeiro momento, em uma análise do fenômeno da má consciência e de sua expressão no ressentimento, que se depreendem das intuições nietzschianas sobre a mnemotécnica; para, na sequência, aplicar tais análises sobre o fenômeno da cibermoral. Todo o conteúdo moral, marcado pela incapacidade de esquecer, produz um movimento de força reativa, incapaz de afirmar a vida. Este movimento contrário da força, sob a forma de uma verdade moral eterna, inquebrantável e inesquecível, degenera tudo o que pode contribuir para a superação e para a elevação da espécie. Na época de Nietzsche tal fenômeno se presentava através dos jornais com seu avanço em direção ao rebanho, hoje dispõe dos mais poderosos meios de disseminação tecnológicos, os ciberespaços, para, com maior eficácia despertar e gravar dor e culpa.


Palavras-chave


Nietzsche, cibermoral, má consciência, ressentimento, memória

Texto completo:

PDF

Referências


Bibliografia

DELEUZE, Gilles. Nietzsche e a Filosofia. Tradução de Ruth Joffily Dias e Edmundo Fernandes Dias. Rio de Janeiro: Editora Rio, 1976.

FEILER, Adilson Felicio. “Nietzschian Considerations About Obstacles to Action in

Face of Consciousness – Bewusstsein – and Conscience – Gewissen”. In: International Journal of Philosophy. 2018; 6(2): 23-31.

FOGEL, Gilvan. Conhecer é criar: um ensaio a partir de F. Nietzsche. São Paulo: Discurso Editorial, 2003.

GAGLIARDONE, I. et.al. Countering Online Hate Speech. UNESCO Paris: 2015.

GIACÓIA JR., Oswaldo. O humano como memória e como promessa. Petrópolis: Editoras Vozes, 2004.

LEVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo. Editora 34. 2009.

MARTON, Scartlett [Org.]. Dicionário Nietzsche. São Paulo: Edições Loyola, 2016.

NIETZSCHE, F. Além do bem e do mal: prelúdio para uma filosofia do futuro. Trad. Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras. 2005. [Edição de bolso]

______________.Genealogie zur Moral. In: COLLI, von Giorgio; MONTINARI, Mazzino (Herausgegeben). Kritische Studienausgabe. Berlin: Verlag de Gruyter, 1999. Bd. 5.

______________. Genealogia da moral: uma polêmica. Trad. Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

______________. Humano, demasiado humano - volume II. Trad. Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2017.

______________. Aurora. Trad. Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2016.

______________. A Gaia Ciência. Trad. Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

______________. O anticristo. Trad. Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

YATES, F. A. A arte da memória. Trad. De Flavia Bancher. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2007.

SANTOS, Marco Aurelio Moura dos. O discurso de ódio em redes sociais. São Paulo: Lura editorial. 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Rodrigo Luis Schilling