Tragédia como a obra maior

Camilo Lelis Jota Pereira

Resumo


Este artigo trata do interesse de Friedrich Nietzsche pela filosofia do trágico. Para tanto, analisaremos como o autor explora a questão existencial nos conceitos de apolíneo e dionisíaco. Compararemos a arte apolínea como a ideia de liberdade por meio da ilusão de poder e a tese sobre o dionisíaco constituir uma nova consciência da liberdade possível. Este estudo abordará (1) a tensão interna ao indivíduo e (2) a tragédia como emancipação cultural. Sobre esses pontos, pretendemos demonstrar que a estratégia de O Nascimento da Tragédia sugere outro modelo de liberdade criativa, não mais atrelado às ilusões relacionadas à condição de satisfação intrínseca da subjetividade, configurando a arte trágica como uma obra maior.


Palavras-chave


Friedrich Nietzsche, Arte, Pessimismo, Tragédia, Dionisíaco.

Texto completo:

PDF

Referências


NIETZSCHE, F. A visão dionisíaca do mundo. Tradução de Marica Cristina S. Sousa e Marcos Sinesio Pereira São Paulo: Martins Fontes, 2005.

_____________. O nascimento da tragédia: ou Helenismo e Pessimismo. Tradução de J. Guinsburg. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.

ARALDI, Claudemir. As criações do gênio — ambivalências da “metafísica da arte” nietzschiana. In: KRITERION, Belo Horizonte, nº 119, Jun./2009, p. 115-136.

DIAS, R. M. Arte e vida no pensamento de Nietzsche. In: Cad. Nietzsche, São Paulo, v.36 n.1, pp. 227-244, 2015.

MACHADO, R (org.). Nietzsche e a polêmica sobre o Nascimento da Tragédia. Tradução de Pedro Süssekind. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

_____________. Nietzsche e o renascimento do trágico. In: KRITERION, Belo Horizonte, nº 112, Dez/2005, p. 177-178.

_____________. O nascimento do trágico: de Schiller a Nietzsche. Rio de Janeiro: Ed. Jorge Zahar, 2006.

SÜSSEKIND, Pedro. Helenismo e clacissimos na estética Alemã. Tese (Doutorado). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2005.

_____________. Nietzsche leitor de Shakespeare. In: Cadernos Nietzsche. São Paulo, 2012, pág. 173-187.

SZONDI, Peter. Ensaio sobre o trágico. Trad. de Pedro Süssekind. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004.

WELLBERY, David E. Nietzsche on Tragedy. In: Oxford Encyclopedia of Aesthetics. Michael Kelly (Org.), 1998.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Camilo Lelis Jota Pereira