Análise das Diferenças de Identificação e Delimitação de Áreas Verdes Intraurbanas do Rio de Janeiro pela Perspectiva em Mesoescala do MapBiomas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36403/espacoaberto.2023.55791

Palavras-chave:

Áreas Verdes, Exatidão Temática, MapBiomas, Rio de Janeiro, Análise Espacial

Resumo

Contribuindo com a qualidade ambiental na paisagem urbana, as áreas verdes apresentam funções aliadas ao resgate de espaços coletivos nas cidades. Através do Sensoriamento Remoto e de Sistemas de Informações Geográficas é possível mapear e monitorar o verde urbano em diferentes escalas. A iniciativa MapBiomas apresenta potencial para acompanhar a evolução anual da cobertura e uso da terra em todo o território nacional, sendo um desafio a adaptação desta base para escalas em nível municipal. Neste sentido, o presente trabalho busca analisar o verde urbano na cidade do Rio de Janeiro, trazendo uma avaliação da representatividade destes dados e análises referentes à dimensão e distribuição espacial das áreas verdes em seu contexto. Apesar da escala de representação não ser ideal, o uso deste conjunto de dados justifica-se pela riqueza de 35 anos de mapas anuais. Os dados também viabilizam diagnósticos socioambientais, como a elaboração do Índice e do Percentual de Áreas Verdes, que no município alcançaram em 2014 valores de 49,46 m²/habitantes e 26,05%, respectivamente.

Downloads

Publicado

2023-06-30

Como Citar

Pedreira, J. P. das N. C., & Cruz, C. B. M. (2023). Análise das Diferenças de Identificação e Delimitação de Áreas Verdes Intraurbanas do Rio de Janeiro pela Perspectiva em Mesoescala do MapBiomas. Espaço Aberto, 13(1), 43–58. https://doi.org/10.36403/espacoaberto.2023.55791

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)