Uma Geografia da Sociabilidade Pública na Cidade do Rio de Janeiro: o Encontro da Diversidade Citadina nas Praças Tijucanas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.36403/espacoaberto.2023.56729

Palavras-chave:

Perspectiva Interacionista, Espaços Públicos, Sociabilidade Pública

Resumo

No presente artigo, à luz de um debate entre sociólogos e geógrafos, propomos uma reflexão sobre a perspectiva interacionista, corrente teórica que enfatiza o caráter
interativo da vida urbana e pública. Trata-se, mais especificamente, de reconhecer os espaços públicos como lugares essenciais para o encontro da diversidade citadina, isto é, para o exercício cotidiano da sociabilidade pública. Em nosso estudo de caso empírico, a partir da realização de diversos trabalhos de campo nas três maiores praças do bairro da Tijuca, cidade do Rio de Janeiro, propomos uma geografia da sociabilidade pública.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Andre Felix de Souza, Universidade Estadual Paulista [UNESP]

Bacharel, Mestre e Doutor em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (DG/PPGG/UFRJ); Especialista em Política e Planejamento Urbano (IPPUR/UFRJ); Bolsista de Pós-Doutorado em Geografia na Universidade Estadual Paulista (UNESP/FAPESP).

Downloads

Publicado

2023-12-02

Como Citar

FELIX DE SOUZA, Andre. Uma Geografia da Sociabilidade Pública na Cidade do Rio de Janeiro: o Encontro da Diversidade Citadina nas Praças Tijucanas. Espaço Aberto, Rio de Janeiro, Brasil, v. 13, n. 2, p. 221–244, 2023. DOI: 10.36403/espacoaberto.2023.56729. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/EspacoAberto/article/view/56729. Acesso em: 28 maio. 2024.