Páthos é escuta

Izabela Bocayuva

Resumo


Resumo:

Considerando o Mito de Er, da República de Platão, e como ocorre cada uma das várias atitudes das almas frente à escolha de suas vidas futuras, podemos assistir a vários níveis de escuta próprios ao exercício da paixão. A escolha exemplar da alma de Odisseu revela o relacionamento propriamente filosófico, isto é, sereno, com as paixões. Mas Odisseu também se mostra como sofista, como retórico por excelência, capaz da plena persuasão. É o que fica evidente numa passagem do segundo Canto da Ilíada. Ali, ele sabe como mobilizar as paixões. A Retórica de Aristóteles está diretamente relacionada com toda essa problemática, a saber, a mobilidade, a movimentação das paixões.

Palavras-chave: paixões da alma. escuta. Odisseu. mito de Er.

Abstract:

Considering Plato's myth of Er in Republic and how each choice of future lifes by lots of different souls happens, we can see multiple levels of listening proper to the practice of passion. The exemplar choice of Odysseus' soul reveals a philosophical (serene) connection with the passions. But Odysseus shows himself like a sophist too, like a rhetoric par excellence, able of total persuasion. That's what is evident in the second Chant of Iliad. There, he knows how to move the passions. The Aristotle's Rhetoric is directly connected with all this problems concerning the mobility of the passions.

Keywords: soul's passions. listening. Odysseus. myth of Er.


Palavras-chave


paixões da alma. escuta. Odisseu. mito de Er.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Anais de Filosofia Clássica

Creative Commons License esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.