Considerações sobre a Genealogia de Nietzsche: má consciência e ideal ascético

Igor Alves de Melo

Resumo


Meu objetivo neste artigo é analisar a significação psicológica da má consciência na história da gênese do ideal ascético tomando a Genealogia como obra capital. Segundo minha hipótese, a má consciência se manifesta por meio de crises sucessivas, precisamente quando o corpo social atinge um limite no qual não consegue suportar a interiorização dos instintos agressivos, ao mesmo tempo em que o ideal ascético busca dar conta da crise com novos meios de consolo, sempre disfarçado sob novas roupagens e artifícios.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Revista Ítaca - Periódico acadêmico administrado e editado por discentes de pós-graduação em Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro

ISSN (1519-9002 | 1679-6799) 

 

Última atualização: Agosto/2019

Last update: Agust/2019