A felicidade epicurista. Ruptura ou reformulação?

Carla Cristina Perozzo

Resumo


Resumo: Nesta comunicação, discutiremos se a proposta de vida feliz segundo a escola epicurista significa um rompimento com a cultura filosófica grega de sua época. Afinal, a felicidade (eudaimonia) que preconiza o recolhimento numa geografia mais apta a respeitar os limites da autarquia e da ataraxia, deve ser compreendido como um modo de vida totalmente novo no horizonte grego?

Palavras-chave: felicidade; natureza; virtude; amizade; epicurismo.

Abstract: In this communication, we will argue if the proposal of happy life according to the epicurist School means a disruption with the Greek Philosophical Culture of his Time. After all, the happiness (eudaimonia) that praises the retirement in a geography more able to respect the limits of the autarchy and the ataraxia, must be understood as a total new way of life in the Greek Horizon?

Key words: happiness; nature; virtue; friendship; epicurism.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Revista Ítaca - Periódico acadêmico administrado e editado por discentes de pós-graduação em Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro

ISSN (1519-9002 | 1679-6799) 

 

Última atualização: Agosto/2019

Last update: Agust/2019