A Diferenciação como interpretação da evolução da Vida -- breve comentário ao Capítulo 5 do Bergsonismo de Deleuze

Flávio Luiz de Castro Freitas

Resumo


Trabalho sobre a tentativa de explicitar a solução de Deleuze para a interpretação filosófica da evolução da vida com base no capítulo 5 do Bergsonismo, O impulso vital como movimento de diferenciação. Para tanto, apresentou-se o problema e a hipótese do Bergsonismo. Em seguida, descreveu-se o processo evolutivo da vida como diferenciação ou atualização das linhas divergentes do Virtual, no qual destacou-se as distinções entre dualismo reflexivo e dualismo genético no capítulo 5 do referido livro.

 

 

Referências bibliográficas

 

ALLIEZ, Éric. Sobre o bergsonismo de Deleuze. Tradução de Ana Lúcia Oliveria. In: Gilles Deleuze: uma vida filosófica (organização de Éric Alliez). São Paulo: Ed. 34, 2000.

BERGSON, Henri. A evolução criadora. Tradução de Bento Prado Neto. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

DELEUZE, Gilles. Bergsonismo. Tradução de Luiz B. L. Orlandi. São Paulo: Ed. 34, 1999.

_____. Conversações. Tradução de Peter Pál Pelbart. São Paulo: Ed. 34, 1992.

_____. Espinosa -- filosofia prática. Tradução de Daniel Lins e Fabien Pascal Lins. São Paulo: Escuta, 2002.

DOSSE, François. Gilles Deleuze e Félix Guattari -- Biografia Cruzada. Tradução de Fátima Murad. Porto Alegre: Artmed, 2010.

HARDT, Michael. Gilles Deleuze -- um aprendizado em filosofia. Tradução de Sueli Cavendish. São Paulo: Ed. 34, 1996.

SPINOZA, Baruch de. Ética --demonstrada à maneira dos geômetras. Tradução de Tomaz Tadeu da Silva. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.


Palavras-chave


DELEUZE; BERGSON; VIRTUAL.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Revista Ítaca - Periódico acadêmico administrado e editado por discentes de pós-graduação em Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro

ISSN (1519-9002 | 1679-6799) 

 

Última atualização: Agosto/2019

Last update: Agust/2019