Aristóteles e a questão da δύναμις desde a ótica de Martin Heidegger

Manuela Santos

Resumo


Talvez uma das questões mais obscuras legada à história do pensamento seja a questão da δύναμις (dynamis) enquanto tal. Na Física e na Metafísica, Aristóteles parece querer dar a conhecer a imbricação interna que ocorre entre o conceito ontológico e o conceito ôntico de δύναμις , e isto para tentar compreender a que concerne o movimento em essência. Para orientar o curso desta tarefa de reconhecimento da proposta de Aristóteles, elegemos como orientadora do nosso estudo preliminar a perspectiva que o pensador Martin Heidegger propõe acerca do que, para o filósofo contemporâneo, ainda hoje permanece inaudito. Heidegger ensina que o essencial do que para os gregos significava o movimento só é compreendido quando observamos que em uma mudança, algo que até então não era, passa a ser donde surge a fundamental questão de saber acerca das condições de possibilidades do não-ente vir-a-ser. Para o grego, o movimento enquanto uma forma do Ser tem este caráter do “emergir à presença”.


Palavras-chave


HEIDEGGER; ARISTÓTELES; DYNAMIS; SER

Texto completo:

PDF

Referências


ARISTÓTELES. Da Alma, trad. de Carlos Humberto Gomes. Lisboa: Edições 70, 2001.

________ . Física, trad. de Guillermo R. de Echandía. Madrid: Biblioteca Clásica Gredos, Editorial Gredos, S.A, 1995.

________ . Metafísica, trad. de Giovanni Reale. São Paulo: Edições Loyola, 2002.

HEIDEGGER, Martin. Aristoteles, Metaphysik Θ 1-3 – Von Wesen und Wirklichkeit der Kraft, in Gesamtausgabe Band 33. Frankfurt am Main: Vittorio Klostermann GmbH, 1981.

_______________ . El Ser Y El Tiempo, trad. de José Gaos. Fondo de Cultura Econômica: México, 1997.

______________ . Metafísica de Aristóteles Θ 1-3 – Sobre a essência e a realidade da força, trad. de Enio Paulo Giachini. Petrópolis: Ed. Vozes, 2007.

________________ . On the essence and concept of φύσις in Aristotle’s Physics B 1, in: Pathmarks, translated by Thomas Sheehan. Cambridge: Cambridge University Press, 1998. 183-230.

________________ . Que é Metafísica? Trad. de Ernildo Stein. São Paulo: Nova Cultural, 1996.

________________ . Sein und Zeit. 17a Aufl. Tübingen: Max Niemeyer Verlag GnbH e Co., 1993.

_____________ . Vom Wesen und Begriff der PHYSIS. Aristoteles, Physik B I, in Gesamtausgabe Band 1. Frankfurt am Main: Vittorio Klostermann, 1996.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Revista Ítaca - Periódico acadêmico administrado e editado por discentes de pós-graduação em Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro

ISSN (1519-9002 | 1679-6799) 

 

Última atualização: Agosto/2019

Last update: Agust/2019