CONSTRUINDO A RELIGIOSA IDEAL: DA DIVERSIDADE AO MODELO ÚNICO

Valéria Fernandes da Silva

Resumo


A Idade Média foi marcada pela coexistência de diversas formas de espiritualidade que se materializavam em práticas religiosas distintas que poderiam ou não ser acolhidas pela Igreja oficial. Homens e mulheres se inseriram nessa busca por uma vida religiosa que expressasse as suas ansiedades neste mundo e no próximo. No entanto, o espaço de atuação concedido a homens e mulheres foi diferenciado, no tempo e no espaço, era também moldado pelos discursos de gênero.Em nosso artigo, nos propomos a discutir como a historiografia apresenta a vida religiosa das mulheres ao longo da Idade Média, tomando como limite o século XIII. Nosso objetivo é questionar idéias recorrentes, dentre elas a de que as mulheres sempre foram seguidoras e que sua experiência religiosa era uma cópia das criadas pelos homens.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



A Revista de História Comparada é um periódico do PPGHC/UFRJ.

http://www.ppghc.historia.ufrj.br/index.php/destaque/publicacoes/revista-de-historia-comparada

ISSN 1981-383X

Revista indexada no DialNet, Latindex e REDIB.