ÍNDIOS E BRANCOS NO PROCESSO COLONIZADOR DO SUL CATARINENSE NA OBRA “HISTÓRIAS DO GRANDE ARARANGUÁ”, DE JOÃO LEONIR DALL'ALBA / INDIANS AND WHITE IN THE PROCESS SETTLER CATARINENSE SOUTH AT WORK "STORIES OF THE GREAT ARARANGUÁ" JOÃO LEONIR DALL'ALBA

João Henrique Zanelatto, Gilvani Mazzucco Jung, Rafael Miranda Ozório

Resumo


O artigo analisa a representação do indígena e a legitimação de seu extermínio no Sul de Santa Catarina durante o processo de colonização no final do  século XIX e o inicio do século XX. Para isso, fez-se uso das entrevistas presentes na obra “Histórias do Grande Araranguá”, do padre João Leonir Dall'Alba publicado em 1997. Através da interpretação das falas foi possível compreender o papel de três sujeitos históricos presentes na colonização: o índio, o colono e o bugreiro. Foram abordados no escrito os seguintes aspectos: a) o processo de ocupação do Sul Catarinense, inicialmente por lusos e açorianos e posteriormente pelos imigrantes europeus; b) a memória do contato e do extermínio dos índios; c) a construção do índio nas narrativas; d) as narrativas sobre o bugreiro; e) a invisibilidade do indígena nos espaços de memória no Sul Catarinense.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Revista de História Comparada



A Revista de História Comparada é um periódico do PPGHC/UFRJ.

http://www.ppghc.historia.ufrj.br/index.php/destaque/publicacoes/revista-de-historia-comparada

ISSN 1981-383X

Revista indexada no DialNet, Latindex e REDIB.