Arcabouço Estratigráfico da Seção Drifte em Águas Profundas da Sub-Bacia de Mundaú, Bacia do Ceará, e sua Relação com a Datação de Eventos Vulcânicos

Isabella Lopes Antunes Rios1 Lopes Antunes Rios, Jorge de Jesus Picanço de Figueiredo

Abstract


A análise de poços perfurados em águas profundas na sub-bacia de Mundaú, bacia do Ceará, Margem Equatorial Brasileira, mais a interpretação de vinte e seis linhas sísmicas 2D, além da análise de dados de gravimetria, permitiram a identificação de cinco sequências deposicionais na seção drifte entre o Albiano inferior e o Eoceno médio. Também foram identificados dois edifícios vulcânicos soterrados e sem expressão na topografia do fundo marinho no tempo presente. A correlação estratigráfica baseada em critérios sismoestratigráficos permitiu a datação relativa da formação dos edifícios vulcânicos sendo estes mais novos que o Paleoceno. Rochas vulcânicas já foram datadas na porção plataformal da sub-bacia de Mundaú, revelando idades entre 44 a 32 Ma, corroborando a idade dos edifícios vulcânicos interpretados a partir dos dados sísmicos como após o Paleoceno, provavelmente meados a final do Eoceno.

Keywords


Bacia do Ceará; Sub-bacia de Mundaú; Arcabouço estratigráfico; Vulcanismo Macau



DOI: https://doi.org/10.11137/2018_2_152_166

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Indexers and Bibliographic DatabasesFollow us
SCImago Journal & Country Rank
ISSN
ROAD
Clarivate
Diadorim
DOAJ
DRJI
GeoRef
Google Scholar
Latindex
REDIB
Oasisbr
Twitter
Instagram
Facebook
All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International Public License (CC BY-NC 4.0).