A Coleção Paleontológica do Museu de Ciências Naturais e de História Barra do Jardim da Fundação Francisco de Lima Botelho, Jardim, Ceará, Brasil

Donatila Luiza Carvalho Coutinho, José Álvares Coutinho Júnior, Claudia Carvalho Coutinho, Rudah Duque, Yumi Asakura, Anne Montenegro Brandão, Camila Gomes Barbosa, Rilda Veronica Cardoso de Araripe, Bruno Fernandes Alves Junior, Rizoaldo Barbosa do Espírito Santo, Ludmila Alves Cadeira do Prado, Alcina Magnólia Franca Barreto

Abstract


O Museu de Ciências Naturais e de História Barra do Jardim foi criado em 27 de outubro de 2001, tem como missão resgatar, preservar e promover a cultura do município de Barra do Jardim. Está localizado na área urbana e histórica da cidade e pertence à Fundação Francisco de Lima Botelho. A importância geológica do município é amplamente conhecida no contexto da Bacia do Araripe pelos afloramentos clássicos da Formação Romualdo, a exemplo do Sítio Sobradinho, e pela presença incontestável de fósseis. Apesar disto, o município não está inserido na área vizinha que circunscreve o Geoparque Araripe, porém conta com apoio de vários segmentos da sociedade para preservar e divulgar seu patrimônio histórico e natural, os fósseis da Bacia do Araripe. O objetivo do trabalho é apresentar na íntegra, pela primeira vez, o acervo da coleção paleontológica do museu, sua importância para a comunidade científica e como exemplo de cidadania para a região. O museu passou recentemente por informatização, e conta com 375 espécimes tombados com dados sobre procedência geológica e geográfica, identificação taxonômica, coletor e data de coleta. A coleção é constituída na maior parte por peixes (58%), seguido de artrópodes (15%), plantas (9%), répteis (6%), icnofósseis (6%), moluscos (3%) e outros (3%), incluindo o holótipo do crustáceo decápode Aripenaeus timidus. O acervo do museu reflete a diversidade fossilífera da conhecida Formação Romualdo, proveniente de 11 localidades (sítios) do município de Jardim, incluindo inclusive, coletas realizadas em plena Avenida Wilson Roriz, no centro da cidade. A criação do acervo teve início a partir do reconhecimento pela população da importância e o valor científico e cultural do seu patrimônio natural, e se constitui num exemplo de cidadania consciente, e mais, que valoriza a natureza, além de enxergar o fortalecimento da relação das pessoas com suas heranças culturais. O Museu de Jardim abriga não somente exemplares fósseis para pesquisas relevantes para o conhecimento da paleontologia da Bacia do Araripe, como também se constitui um local de visitação pública regional de efeito educativo, cultural e turístico.


Keywords


Fósseis; Cretáceo; Educação patrimonial

References


Agassiz, L. 1841. On the fossil fishes found by Mr. Gardner in the province of Ceará, in the north of Brazil. The Edinburgh New Philosophical Journal, 30: 82-84.

Antunes, M.T., Balbino, A.C. & Freitas, I. 2005. Early (18th century) discovery of Cretaceous fishes from Chapada do Araripe, Ceará, Brazil–Specimens kept at the ‘Academia das Ciências de Lisboa’ Museum. Comptes Rendus Palevol, 4(4): 375-384. DOI: 10.1016/j.crpv.2005.02.001

Beurlen, K. 1964. As espécies dos Cassiopinae, nova subfamilia dos Turritellidae, no Cretáceo do Brasil. Arquivos de Geologia - UFPE, 5: 1-44.

Boas, M.P.V. 2012. Património paleontológico do Geopark Araripe (Ceará, Brasil): análise e propostas de conservação. Programa de Pós-Graduação em Património Geológico e Geoconservação, Universidade do Minho, Dissertação de Mestrado, 181p.

Carvalho, I.S. 2010. Paleontologia: conceitos e métodos. Rio de Janeiro, Interciência, v. 1, 734p.

Carvalho, M.S.S. & Santos, M.E.C.M. 2005. Histórico das Pesquisas Paleontológicas na Bacia do Araripe, Nordeste do Brasil. Anuário do Instituto de Geociências, 28(1): 15–34. http://www.ppegeo.igc.usp.br/index.php/anigeo/article/view/4845/4357

Gardner, G. 1841. Geological notes made during a journey from the coast into the interior of the Province of Ceara, in the North of Brazil, embracing an account of a deposit of fossil fishes. Edinburgh New Philosophical Journal, 30: 75-82.

Jordan, D.S. 1991. New genera of fossil fishes from Brazil. Proceedings of the Academy of Natural Sciences of Philadelphia, 71(3): 208-210. https://www.jstor.org/stable/4063814

Kellner, A.W.A. 2002. Membro Romualdo da Formação Santana, Chapada do Araripe, CE. Um dos mais importantes depósitos fossilíferos do Cretáceo brasileiro. Sítios geológicos e paleontológicos do Brasil, 1: 121-130.

Leiggi, P. & May, P. 1994. Vertebrate paleontological techniques. Cambridge University Press, vol 1, 366p.

Lima, F.J. 2013. Taxonomia e posicionamento estratigráfico de vegetais fósseis da Formação Romualdo, cretáceo inferior da Bacia do Araripe. Programa de Pós-Graduação em Geociências, Universidade Federal de Pernambuco,Dissertação de Mestrado, 94p.

Maisey, J.G. 1991. Santana Fossil: An Ilustrated Atlas. New Jersey, Tropical Fish Hobbyist Publications, 459p.

Maisey, J.G. & Carvalho, G.P. 1995. First records of fossil sergestid decapods and fossil brachyuran crab larvae (Arthropoda, Crustacea), with remarks on some supposed palaemonid fossils, from the Santana Formation (Aptian-Albian, NE Brazil). American Museum Novitates, 3132: 1-17. http://digitallibrary.amnh.org/bitstream/handle/2246/3664/N3132.pdf?sequence=1

Moita, J.H.A.; Nunes, H.F. & Andrade, J.A.F.G. 2003. Museus paleontológicos do Cariri: tombamento do acervo. In: SIMPÓSIO DE GEOLOGIA DO NORDESTE, 20, Fortaleza, 2003. Anais, Fortaleza, SBG, p. 217.

Nogueira, L.L.M.; Sales, A.M.F.; Hessel, M.H. & Neto, J.N. 2012. Divulgação dos Fósseis da Bacia do Araripe (Nordeste do Brasil). In: HENRIQUES, M.H.; ANDRADE, A.I.; QUINTA-FERREIRA, M.; LOPES, F.C.; BARATA, M.T.; PENA DOS REIS, R. & MACHADO, A. (eds.). Para aprender com a Terra: memórias e notícias de geociências no espaço lusófono. Imprensa da Universidade de Coimbra. p. 177-184.

Pássaro, E.M.; Hessel, M.E & Nogueira Neto, J.A. 2014. Principais Acervos de Paleontologia do Brasil. Anuário do Instituto de Geociências, 37(2): 48-59. http://www.ppegeo.igc.usp.br/index.php/anigeo/article/view/5999

Pereira, P.A.; Cassab, R.C.T. & Barreto, A.M.F. 2016. Cassiopidae gastropods, influence of Tethys Sea of the Romualdo Formation (Aptian-Albian), Araripe Basin, Brazil. Journal of South American Earth Sciences, 70: 211-223. https://doi.org/10.1016/j.jsames.2016.05.005

Pinheiro, A.P.; Saraiva, A.A.F. & Santana, W. 2014. Shrimps from the Santana Group (Cretaceous: Albian): new species (Crustacea: Decapoda: Dendrobranchiata) and new record (Crustacea: Decapoda: Caridea). Anais da Academia Brasileira de Ciências, 86(2): 663-670. https://www.scielo.br/pdf/aabc/v86n2/0001-3765-aabc-0001-3765201420130338.pdf

Price, L.I. 1973. Quelônio amphichelydia no Cretáceo inferior do nordeste do Brasil. Revista Brasileira de Geociências, 3: 84–96.

Sales, A.M.F. 2005. Análise tafonômica das ocorrências fossilíferas de macroinvertebrados do Membro Romualdo (Albiano) da Formação Santana, Bacia do Araripe, NE do Brasil: significado estratigráfico e paleoambiental. Programa de Pós-Graduação em Geologia, Universidade de São Paulo, Tese de Doutorado, 160 p.

Santana, W.; Pinheiro, A.P.; Da Silva, C.M.R. & Saraiva, A.A. 2013. A new fossil caridean shrimp (Crustacea: Decapoda) from the Cretaceous (Albian) of the Romualdo Formation, Araripe Basin, northeastern Brazil. Zootaxa, 3620(2): 293-300. https://www.biotaxa.org/Zootaxa/article/view/zootaxa.3620.2.7




DOI: https://doi.org/10.11137/1982-3908_2021_44_35670

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Indexers and Bibliographic DatabasesFollow us
SCImago Journal & Country Rank
ISSN
ROAD
Clarivate
Diadorim
DOAJ
DRJI
GeoRef
Google Scholar
Latindex
REDIB
Oasisbr
Twitter
Instagram
Facebook
All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International Public License (CC BY-NC 4.0).