A SOCIALIZAÇÃO DE CRIANÇAS POR MEIO DE JOGOS COOPERATIVOS: UMA ALTERNATIVA PARA LIDAR COM A DIFERENÇA

Felipe Guaraciaba Formoso, Bruno Gawryszewski, Cristiane da Costa Machado

Resumo


A escola é comumente considerada a instituição responsável pelo progresso do aluno. Logo, é encarregada de norteá-lo para o convívio coletivo, por meio de relações grupais dentro e fora da escola. O presente estudo busca contemplar os Jogos Cooperativos como uma estratégia pedagógica nas aulas de Educação Física para que os alunos se socializem de forma lúdica, repensando assim o individualismo, a homogeneização e padronização de atividades, a competição e a agressão física. Desta maneira, poderiam assim dedicar maior atenção para a inclusão, interação, diversão e o respeito às diferenças tais como habilidades, condição física e gênero. Apesar dos Jogos Cooperativos não serem as únicas formas de superar o confronto nas atividades, é importante que esta prática continue sendo ministrada nas aulas para contribuir com o desenvolvimento de valores socioculturais e o despertar do senso crítico para a não exacerbação da competição.

Palavras-chave


Jogos Cooperativos; Socialização; Criança; Diferença.

Texto completo:

PDF

Referências


BALIULEVICIUS, N.L.P.; MACÁRIO, N.M. Jogos cooperativos e valores humanos: perspectiva de transformação pelo lúdico. Fitness &Performance Journal, v. 5, nº 1, p. 48 - 54, 2006 Disponível em: Acesso em: 02 de novembro 2017

BELLONI, M.L.Infância, Mídias e Educação: revistando o conceito de socialização. Perspectiva, Florianópolis, V.25, n.1, 56-82, Jan./Jun. 2007.

BORSA, J.C. O conhecimento evolui progressivamente por meio de estruturas de raciocínio. Disponível em

Acesso em 26 de Setembro 2017

BOUVIER, S. M. Transformação Dos Modos de Socialização das Crianças: Uma Abordagem Sociológica. Educação e. Sociedade., Campinas, vol. 26, n. 91, p. 391-403, Maio/Ago. 2005

BRACHT, V. Educação física e aprendizagem social. Porto Alegre: Magister, 1997.

BRASIL / Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Educação Física / Ensino Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997.

BROTTO, F.O. Jogos Cooperativos: O jogo e o Esporte como um Exercício de Convivência. Santos, SP: Cooperação, 2006.

CANDAU, V. M. Direitos humanos, educação e interculturalidade: as tensões entre igualdade e diferença. Revista Brasileira de Educação, v.13, n. 37, p. 45-56, Jan/abril 2008.

CANDAU, V. M. Cotidiano escolar e práticas interculturais. Cadernos de pesquisa, v.46, n.161 p 802-820 Jul/set 2016.

CHARON, J. M. Sociologia. São Paulo: Saraiva, 2001.

COLETIVO DE AUTORES. Metodologia do Ensino de Educação Física. São Paulo: Cortez, 1992.

CORREIA, M. M. Trabalhando com Jogos Cooperativos. Campinas, SP: Papirus, 2006

DARIDO, S.C., Rangel, I. C. A. Educação Física na escola: implicações para a prática pedagógica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005

DARIDO, S.C., JÚNIOR, O. M. S. Para Ensinar Educação Física: Possibilidades de Intervenção na Escola 2. ed Campinas, SP: Papirus 2008

DUARTE, N. Lukács e Saviani: A Ontologia do Ser Social e a Pedagogia Histórico-Crítica. In: Seminário Nacional de Estudos e Pesquisas: História, Sociedade e Educação no Brasil. Anais, Campinas: HISTEDBR, 2009.

FELIPE, J. O Desenvolvimento Infantil na Perspectiva Sociointeracionista: Piaget, Vygotsky, Wallon. In: CRAIDY, C. M., KAERCHER, G. E. P. S. Educação Infantil: Pra que te quero? Porto Alegre: Artmed, 2001

FREIRE, P. Conscientização: Teoria e Prática da Libertação -- Uma Introdução ao Pensamento de Paulo Freire. 3. ed. São Paulo: Moraes, 1980.

GHIRALDELLI JÚNIOR, P. Educação Física progressista. 7. ed. São Paulo: Loyola, 2001.

HUIZINGA, J. Homo Ludens, 4.ed. São Paulo: Perspectiva, 2007

LESSA, S. Para compreender a ontologia de Lukács. 3.ed. Ijuí; Ed. Unijuí, 2007.

NEIRA, M. G. Teorias pós-críticas da educação: subsídios para o debate curricular da Educação Física. Dialogia, São Paulo, n.14, p. 195-206, 2011.

OLIVEIRA, Z.M.R. Educação Infantil: fundamentos e métodos 5 ed.São Paulo: Cortez, 2010

ORTIGARA, V. Movimento Humano, Ontologia do Ser Social e Educação Física. Motrivivência, Ano XXIII, Nº36, P.63-74 Jun./2011 Disponível em: . Acesso em 8 Novembro 2017

PIAGET, J. O juízo moral na criança. Tradução Elzon L. 2. ed. São Paulo: Summus, 1994.

SILVA, J. K. F., DOHMS, F. C., CRUZ, L. M., TIMOSSI, L. S. JOGOS COOPERATIVOS contribuição na escola como meio socializador entre crianças do ensino fundamental. Motrivivência, Ano XXIV, Nº 39, P. 195-205 Dez./2012 Disponível em: . Acesso em 16 Outubro 2017.

SOLER, R. Jogos Cooperativos. 3. ed. Rio de Janeiro: Sprint, 2006

SOUZA, C. R. P.; MARTINS, R. M. O jogo como promotor da socialização. Disponível em: Acesso em 11 Outubro 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1809-9556.

Todos os direitos reservados a revista ARQUIVOS em MOVIMENTO e a seus Autores.