PERFIL POSTURAL DE CRIANÇAS PRATICANTES DE DIFERENTES MODALIDADES DE DANÇA

Romana Thalia de Melo Macêdo, Ígor Fernandes Ferreira, Monique Santos Pereira, Yumie Okuyama da Silva, Viviane Maria Moraes de Oliveira

Resumo


Objetivou-se com o presente estudo identificar o perfil postural de crianças praticantes de diferentes modalidades de dança, bem como verificar variáveis que possam repercutir na postura de crianças praticantes de dança. Participaram da pesquisa 27 crianças do sexo feminino, sendo 15 praticantes de balé e 12 praticantes de danças urbanas, com idades entre 7 e 12 anos, alunas de duas escolas de dança em Caruaru-PE e Cachoeirinha- PE. As crianças obtiveram perfil neutro na classificação de posicionamento pélvico, de tronco, de joelho e na postura global. Foram encontrados dados significativos no uso de salto alto e na preparação física visando fortalecimento muscular como variáveis que podem influenciar na postura. Concluiu-se que o perfil postural identificado nas crianças praticantes de diferentes estilos de dança foi o perfil neutro, além disso o tempo de prática e a modalidade de dança não influenciaram no perfil postural adotado, pois não apresentaram significância levando em consideração a estatura, a idade e o IMC.


Palavras-chave


Postura; Criança; Dança.

Texto completo:

PDF 3

Referências


BARRONI, Bruno Manfredini; BUSCATTO, Adriana Carla; RECK, Ricardo Rodrigo; TRENTIN, Leandro; BRUM, Lisiane Reis. Prevalência de alterações posturais em praticantes de musculação. Fisioterapia em Movimento, Curitiba, v. 23, n. 1, p. 129-139, Jan./Mar. 2010.

BERTONCELLO, Denisval; SÁ, Cristina dos Santos; CALAPODÓPULOS, Anna Helena; LEMOS, Vanessa Linhares. Equilibrium and muscle retraction in young female students users of high-heeled shoes. Fisioterapia e Pesquisa. São Paulo, v.16, n.2, p.107-112, abr./jun. 2009.

BITTENCOURT, Patricia Futuro. Aspectos posturais e álgicos de bailarinas clássicas. 2004. 150f. Dissertação (Mestrado em Ciências do Movimento Humano) - ESEF, UFRGS, Porto Alegre, 2004

CALVETE, Suzete dos Anjos. A relação entre alteração postural e lesões esportivas em crianças e adolescentes obesos. Escola de Educação Física e Esporte USP, Rio Claro, v. 10, n.2, p.67-72, mai./ago. 2004.

CASTELANI, Rafaela Adriana et al. Análise do equilíbrio dinâmico em praticantes de balé clássico, de dança de salão e de não praticantes de dança. Rev. Educ. Fís/UEM, v. 25, n. 4, p. 597-607, 4. trim. 2014.

CONTRI, Douglas Eduardo; PETUTRELLI, Amanda; PEREA, Daniela Cristina. Incidência de desvios posturais em escolares do 2° ao 5° ano do ensino em bailarinas clássicas. Rev. Bras. Cine antropometria Desempenho Humano; v.8, n.1, p. 80-87, maio 2006.

COSTA, Nicole Nunes; CASTRO, Erico Vinicius; JESUS, Iracema Almeida. Fatores biomecânicos relacionados a postura em bailarinos: uma revisão integrativa. Revista pesquisa em fisioterapia. v.7, n.2, maio 2017.

DETSCH, C; LUZ, A, M; CANDOTTI, C, T; OLIVEIRA, D, S; LAZARON, F; GUIMARÃES, L, K; SCHIMANOSKI, P. Prevalência de alterações posturais em escolares do ensino médio em uma cidade no Sul do Brasil. Revista Panamericana de Salud Publica, v. 21, p. 231-238, 2007.

FARIAS, A, R. Aptidão física, dor e postura em adolescentes que praticam balé e dança de rua na cidade de Santa Maria–RS. 2010. Artigo (especialização) - Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Educação Física e Desporto, Curso de Especialização em Atividade Física, Desempenho Motor e Saúde, RS, 2010.

FERRO, Cinthia Maria. Consciência postural: Relação com postura corporal e estado nutricional em população adulta. 2018. 70f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) – Universidade Santo Amaro, São Paulo, 2018.

GUIMARÃES, A, C; SIMAS, J, P. Lesões no ballet clássico. Revista da Educação Física, Maringá, v. 12, n. 2, p. 89–96, jun. 2001.

KENDALL, F, P; MCCREARY, E, K; PROVANCE, P, G; RODGERS, M, M; ROMANI, W, A. Músculos: provas e funções - com postura e dor. 5a ed. São Paulo: Manole; 2007.

LIMA, L, R; CORTEZ, A, C; SILVA, G, C. Perfil postural em escolares do 6° ao 9° ano, praticantes e não praticantes de ballet clássico de uma escola da rede particular da cidade de Timon-MA. Revista Piauiense de Saúde. v.2, n.1, p.15-21, fev. 2013.

MORVAN, G; WYBIER, M; MATHIEU, P; VUILLEMIN, V; GUERINI, H. Clichés simples du rachis: statique et relations entre rachis et bassin. J Radiol. v.89, n.5, p.654-666, maio 2008.

PEZZAN, P, A; JOÃO, S, M; RIBEIRO, A, P; MANFIO, E, F. Postural assessment of lumbar lordosis and pelvic alignment angles in adolescent users and nonusers of high-heeled shoes. Journal of manipulative and physiological therapeutics. Lombard, v.34, n.9, 614-621, nov. 2011.

PICON, A, P. A biomecânica e “balé” clássico: uma avaliação de grandezas dinâmicas do “sauté” em primeira posição e da posição “en pointe” em sapatilhas de pontas. Revista Paulista de Educação Física. São Paulo, v. 16, n. 1, p. 53-60, jan/jun. 2002.

PRATI, S, R; PRATI, A, R. Níveis de aptidão física e análise de tendências posturais em bailarinas clássicas. Revista Brasileira de Cineantropometria e Desempenho Humano. Florianópolis, v. 8, p. 80-87, 2006.

SALVE, M, G; BANKOFFI, A, D. Postura corporal- Um problema que atinge os trabalhadores. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, São Paulo, v. 28, n.105-106, pp.91-103, jul. 2003.

SILVA, A, M; SIQUEIRA, G, R; SILVA, G, A. Repercussões do uso do calçado de salto alto na postura corporal de adolescentes. Revista Paulista de Pediatria. São Paulo, v. 31, n. 2, jun. 2013.

SILVA, E, J, A; SILVA, J, E, F. Lúdico na educação infantil: A dança e imaginário nas aulas de Educação Física. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Ano 04, Ed. 07, Vol. 09, pp. 127-138. Julho de 2019. ISSN: 2448-0959

SILVA, M, G; VALENTE, T, M. A dança como prática regular de atividade física e sua contribuição para melhor qualidade de vida. Revista digital. Buenos Aires, v. 15, n.166, p.1, 2012.

SILVA, U, P; BRAGA, P, H. Nível de aptidão física relacionada ao desempenho. EFDeportes.com, Revista Digital. Buenos Aires, v. 18, n.181, jun. 2013.

SIMAS, J, P; MELO, S, I. Padrão postural de bailarinas clássicas. Revista da Educação Física, Maringá, v.11, n.1, p.51-57, nov/dez 2009.

SIQUEIRA, G, R; SILVA, G, A, P. Alterações posturais da coluna e instabilidade lombar no indivíduo obeso: uma revisão de literatura. Fisioterapia em Movimento (Impresso), Curitiba, v. 24, n. 3, p. 557–566, jul/set. 2011.

SMITH, A, J. Trajectories of childhood body mass index are associated with adolescent sagittal standing posture. International Journal of pediatric obesity. v. 6, n. 2-2, p. 97-106, jun. 2011.

STEINBERG, N; SIEV-NER I; PELEG, S; DAR, D; MASHARAWI, Y; ZEEV, A; HERSHKOVITZ, I. Injuries in Female Dancers Aged 8 to 16 Years. J. Athl. Train. v.48, n.1, p. 118–123, maio 2013.

VERDERI, E, L. O corpo não tem idade – educação física gerontológica. São Paulo: Fontoura, 152p, 2002.

Who. Growth reference data for 5-19 years, WHO reference 2007. Disponível em: < http://www.who.int/growthref/en/> Acesso em: 29/04/2020


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1809-9556.

Todos os direitos reservados a revista ARQUIVOS em MOVIMENTO e a seus Autores.