Construindo Culturas de Inclusão nas Aulas de Educação Física numa Perspectiva Humanista

Kátia Regina Xavier da Silva, Simone da Silva Salgado

Resumo


O presente ensaio tem como objetivo discutir e defender a necessidade de se construir culturas de
inclusão nas aulas de Educação Física que se baseiem numa perspectiva humanista de Educação. Partimos
de três idéias centrais: a cultura traduz um sistema de códigos e valores construídos pelos sujeitos que
compartilham dos mesmos espaços de convivência. A inclusão em educação envolve princípios democráticos
de participação social plena de todas as pessoas em todas as áreas da vida humana e vai além da simples
aceitação e inserção de deficientes no sistema educacional regular. Os princípios que embasam a perspectiva
humanista de educação podem apoiar e orientar uma práxis voltada para a construção de valores inclusivos,
tendo em vista que se apóiam na valorização da pessoa em sua individualidade e exclusividade. Sendo
assim, é preciso criar culturas de inclusão que favoreçam o acolhimento do outro não pelo que ele produz ou
pelas formas que ele exibe, mas pelo que ele é, independentemente de suas diferenças. É papel da Educação
Física Escolar contribuir para a construção destas culturas de inclusão numa práxis voltada e orientada para a
ressignificação do olhar sobre a diversidade.

Palavras-chave


Inclusão, Valores, Educação Física Humanista

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1809-9556. Todos os direitos reservados a revista ARQUIVOS em MOVIMENTO e a seus Autores.