ESCALADA, UMA ASCENSÃO À TRANSCENDÊNCIA

Dimitri Wuo Pereira, Vilma Leni Nista Piccolo

Resumo


Resumo

Compreender a transcendência de um escalador em seu momento na verticalidade é assunto delicado, pois tanto quanto um escorregão pode levá-lo ao abismo, um descuido na interpretação pode levar a conclusões simplistas. Esse estudo procura na complexidade do fenômeno desvelar o conhecimento adquirido na escalada, os problemas que ela suscita, a auto-organização gerada pela prática e as razões para continuar ascendendo. A literatura a respeito articulada as ideias de Edgar Morin foram as ferramentas utilizadas para escalar esse caminho íngreme rumo ao aprendizado que a escalada pode trazer ao ser humano.

Palavras chave: escalada, complexidade, conhecimento.

 

Abstract

Understanding the transcendence of a climber in his time in the vertically is tricky, because as much as one slip can take you into the abyss, an oversight in the interpretation can lead to simplistic conclusion. This study seeks to unravel the complexity of the phenomenon the knowledge gained on the climb, the problems it raises, the self-organization generated by the practice and the reasons to keep rising. The literature on articulated the ideas of Edgar Morin were the tools used to climbing the step path towards learning that the climb can bring to humans

Key words: climbing, complexity, knowledge


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1809-9556.

Todos os direitos reservados a revista ARQUIVOS em MOVIMENTO e a seus Autores.