A NATURALIZAÇAO DO BULLYNG POR PARTE DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: um estudo etnográfico

Rodrigo Silva Perfeito

Resumo


A cada dia, as repercussões do bullying aumentam em nossa sociedade. Ao mesmo caminho em que são publicados diversos livros e artigos do gênero, intensificam-se os casos e sua gravidade em ambiente escolar. Para dialogar com essa complexa trama, o objetivo desse artigo é o verificar como o professor de Educação Física Escolar se comporta diante do preconceito em suas aulas. Assim, aplicamos um estudo etnográfico com diário de campo e questionário semi-estruturado em 4 escolas particulares do Rio de Janeiro. Os resultados acusam que 100% afirmam saber o que bullying e que 70% repreenderiam esta atitude em suas aulas. Por considerações finais, verificamos que a conduta prática difere dos relatos e que o docente naturaliza o preconceito, maximizando seus efeitos negativos.


Palavras-chave


bullying, Educação Física Escolar, docente;

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1809-9556. Todos os direitos reservados a revista ARQUIVOS em MOVIMENTO e a seus Autores.