Por dentro do cárcere: Evidências de violência institucional em um presídio feminino na fronteira entre Brasil e Bolívia

Caroline Krüger, Dyego de Oliveira Arruda, Milton Augusto Pasquotto Mariani

Resumo


O artigo objetiva compreender a realidade de uma penitenciária feminina na fronteira entre Brasil e Bolívia, revelando indícios de violência institucional nessa prisão. Entende-se que a violência institucional se refere ao conjunto de fatores, provenientes da lógica que sustenta a atuação da unidade prisional, que impede uma ressocialização plena das detentas. Em suma, constatou-se que a superlotação e a precariedade das instalações, somadas à falta de assistência e à escassez de oportunidades de estudo e trabalho no cárcere, representam indícios de violência institucional para com a detenta, prejudicando o seu processo de (re)inserção social.

Palavras-chave


violência institucional, prisões, mulheres, estudos fronteiriços, execução penal

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Dilemas - Revista de Estudos de Conflito e Controle Social

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

             

APOIO:    

SCImago Journal & Country Rank