A greve dos escravos na fazenda Ponte das Tábuas em 1850 (Nova Friburgo, Rio de Janeiro)

Luiz Alberto Couceiro

Resumo


Nesse artigo, por meio do estudo de caso de um processo criminal da Corte de Apelação de Nova Friburgo em 1850, busco reunir e examinar os elementos que permitem reconstituir as redes de relações que sustentavam “acordos implícitos” relativos aos escravos que chegavam das Províncias do Norte, principalmente de Pernambuco, às fazendas de Rio de Janeiro e São Paulo e as circunstâncias em que ocorreram os conflitos na segunda metade do século XIX. Tais conflitos eram ligados ao entendimento das regras de trabalho nas fazendas e às concepções de direitos, “punição justa” e crime, entre escravos, livres, senhores e seus prepostos.

 

The article The Slaves' Strike in Ponte das Tábuas Farm in 1850 (Nova Friburgo, Rio de Janeiro), by means of a case study of a criminal prosecution of the Court of Appeal of Nova Friburgo in 1850, tries to gather and analyze the factors that allow to reconstruct the network of relations that bore “tacit agreements” related to slaves who came from northern provinces, mainly Pernambuco, to Rio de Janeiro and São Paulo, and the circumstances in which the confl icts happened in the second half of the 19th century. Such confl icts were linked to the understanding of the working rules in the farms and to the concepts of right, “legitimate punishment” and crime among slaves, free people, landlords and their representatives.


Palavras-chave


antropologia histórica; escravidão; greve de escravos; justiça e conflito; direito costumeiro

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Dilemas - Revista de Estudos de Conflito e Controle Social

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

             

APOIO:    

SCImago Journal & Country Rank