Suicide and social time

Jason Manning

Resumo


A maioria das teorias sociológicas explicam o suicídio com condições macrossociais estáticas, como o grau de integração social ou de desigualdade, de modo que não identificam as causas dinâmicas de suicídios individuais. Para corrigir essa deficiência, utilizo a teoria do conflito de Donald Black, que explica os choques entre certo e errado como movimentos do tempo social -- flutuações dinâmicas do espaço social, incluindo mudanças de nível de relacionamento de intimidade e de desigualdade. Proponho que o suicídio é causado pelo aumento da desigualdade e pela diminuição na intimidade, e a probabilidade de suicídio varia diretamente com a dimensão e a velocidade dessas mudanças.

 

Most sociological theories explain suicide with static macro-social conditions, such as a degree of social integration or inequality. Thus these theories do not actually identify the dynamic causes of individual suicides. To correct this shortcoming I draw from Donald Black's theory of conflict, which explains clashes of right and wrong with the movement of social time -- dynamic fluctuations of social space, including relationship-level changes in intimacy and inequality. I propose that suicide is caused by increases in inequality and decreases in intimacy, and the probability of suicide varies directly with the size and speed of these changes.

Keywords: suicide, theory, deviance, violence, pure sociology


Palavras-chave


suicídio, teoria, desvio, violência, sociologia pura

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Dilemas - Revista de Estudos de Conflito e Controle Social

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

             

APOIO:    

SCImago Journal & Country Rank