A Lei Maria da Penha e a administração judicial de conflitos de gênero: Inovação ou reforço do modelo penal tradicional?

Rodrigo Ghiringhelli de Azevedo, Fernanda Bestetti de Vasconcellos

Resumo


Este trabalho tem como base pesquisa que analisou o tratamento judicial concedido à conflitualidade doméstica e familiar pelo Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher de Porto Alegre. Além de identificar as lógicas de tratamento do conflito, os resultados alcançados e a percepção dos agentes jurídicos, buscou-se, a partir de um referencial teórico que trata da crise do modelo jurídico tradicional e da emergência do “Estado Regulativo”, esclarecer até que ponto estamos diante de um novo modelo de enfrentamento da violência contra a mulher, voltado para a prevenção e a superação do conflito, ou de uma opção pela extensão, antecipação e reforço punitivo.

 

The ‘Maria da Penha Law' and the Judicial Treatment of Gender Conflicts: Innovation Or Reinforcement of the Traditional Penal Model? is based on research that investigated the judicial treatment of domestic and family conflicts by the Court for Domestic and Family Violence Against Women of Porto Alegre, Brazil. As well as identify­ing the logic behind the treatment, the results achieved and the perception of the court agents, a theoretical base was explored to understand the crisis of the traditional le­gal model and the emergence of the “Regulator State”, and to elucidate the extent to which we are faced with a new model for tackling violence against women, geared toward preventing and overcoming conflict, or with the option of punitive reinforcement, extension and anticipation.

Keywords: Maria da Penha Law, violence against women, judicial treatment of conflicts, penal model, law


Palavras-chave


Lei Maria da Penha, violência contra a mulher, administração judicial de conflitos, modelo penal, direito

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Dilemas - Revista de Estudos de Conflito e Controle Social

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

          

APOIO: 

SCImago Journal & Country Rank