ORÇAMENTO PÚBLICO E A EFETIVAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS

Ana Paula Oliveira Ávila, Daniella Bitencourt

Resumo


O presente artigo procura compreender a obrigação do Orçamento Público, para a efetivação dos Direitos Humanos. Diante desta constatação, investigar as razões da falta de correspondência entre as prioridades orçamentárias e a satisfação daqueles direitos e, refletir sobre diretivas que possam orientar o planejamento de mecanismos voltados para a elaboração e financiamento de políticas públicas que possam colaborar na melhoria das condições constatadas. Para tanto, nosso estudo procurou elucidar, de modo conciso, os conceitos referentes ao orçamente público, a “clausula da reserva do possível” e, principalmente pontuar a questão da coerência entre direitos humanos e orçamento público. Para a realização do trabalho procura-se desenvolver uma investigação doutrinária e jurisprudencial acerca do orçamento, empregando o método dedutivo, a pesquisa qualitativa de caráter descritivo e exploratório, e também a análise documental dos índices apresentados pelo governo em âmbito nacional e internacional. Assim, será possível cumprir o objetivo central do estudo que é apontar alguns fatores em razão dos quais o orçamento público não está atendendo aos direitos humanos como norteado nas legislações internacionais e Constituição Federal, investigação de fundamental importância para correção e posterior instrumentalização dos direitos humanos

Texto completo:

PDF

Referências


AGUILAR, Cavallo Gonzalo. Son los Derechos Sociales sólo Aspiraciones? Perspectivas de la Comisión Interamericana de Derechos Humanos. In BOGDANDY, Armin Von; FIX-FIERRO, Héctor Felipe; FERRER, Eduardo Mac-Gregor Poisot. Construccíon y papel de los derechos sociales fundamentais: hacia um lus Constitucionale Commune em America latina. Universidade Nacional Autônoma do México, México. Disponível em: https://archivos.juridicas.unam.mx/www/bjv/libros/7/3063/10.pdf. Acesso: 10 out. 2017.

AMARAL, Gustavo. Direito, Escassez e Escolha, Rio de Janeiro: Renovar, 2001.

ÁVILA, Ana Paula. Reflexões sobre o Controle Judicial de Gastos Públicos no Brasil. Porto Alegre/RS, ano 2016, nº. 105. Disponível em: http://www.direitodoestado.com.br/colunistas/Ana-Paula-Oliveira-Avila/reflexoes-sobre-o-controle-judicial-do-gasto-publico-no-brasil. Acesso: 10 out. 2017.

BARROSO, Luís Roberto. Neoconstitucionalismo e constitucionalização do Direito. O triunfo tardio do Direito Constitucional no Brasil. Jus Navigandi, Teresina, ano 10, n. 851, 1 nov. 2005. Disponível em: http://jus.com.br/revista/texto/7547. Acesso 18 mar. 2017.

CONTI, José Mauricio. Federalismo Fiscal e Fundos de Participação. Editora Juarez Fonte. Belo Horizonte/MG, 2001.

FELNER, Eitan. Novos Limites para a luta pelos Direitos Econômicos e Sociais? Dados Quantitativos como Instrumento para a responsabilização por violações de direitos humanos. SUR Rev. Internacional de Direitos Humanos. São Paulo. Ano 5, n.9, dez. 2008.

LEITE, Harrison Ferreira. Autoridade da lei orçamentária. Porto Alegre: Livr. do Advogado, 2011.

Fiscalização Contábil, Financeira e Orçamentária da União: a função do Congresso Nacional e do Tribunal de Contas da União. In LEITE, George Salomão, STRECK, Lenio e NERY, Nelson Jr. (Coord.). Crise dos Poderes da República, judiciário, legislativo e executivo. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2017.

MELLO, Celso Antônio Bandeira de. Discricionariedade e controle jurisdicional. 2ª ed. São Paulo: Malheiros, 2000.

MELLO, Claudio Ari. Democracia Constitucional e Direitos Fundamentais. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2004.

MENDONÇA, Eduardo Bastos Furtado de. A Constitucionalização das Políticas Públicas no Brasil, devido processo orçamentário e Democracia. Renovar: Rio de Janeiro, 2010.

OLIVEIRA, Cláudio Ladeira de e FERREIRA, Francisco Gilney Bezerra de Carvalho. O Orçamento Público no Estado Constitucional Democrático e a Deficiência Crônica na Gestão das Finanças Públicas no Brasil. Sequência. Florianópolis, n. 76, p. 183-212, ago. 2017, disponível em: http://www.scielo.br/pdf/seq/n76/2177-7055-seq-76-00183.pdf. Acesso: 12 de out. 2017.

PINTO, Élida Graziane. Financiamento dos Direitos Fundamentais no Brasil pós-Plano Real, 2006, tese, 392pág. (Doutorado) – Escola de Direito da UFMG. Belo Horizonte/MG.

PIOVESAN, Flavia e VIEIRA, Renato Stanziola. Justiciabilidade dos Direitos Sociais. Revista Iberoamericana de Filosofia, politica y humanidades, n. 15, abr/06.

SARLET, Ingo Wolfgang. A Eficácia dos Direitos Fundamentais. 2ª Ed, Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2001.

A eficácia dos direitos fundamentais: uma teoria geral dos direitos fundamentais na perspectiva constitucional. 10. ed. rev., atual. e ampliada Porto Alegre: Livr. do Advogado, 2010.

SARMENTO, Daniel. A Proteção Judicial dos Direitos Sociais: Alguns Parâmetros Ético-Jurídicos. Disponível em http://www.dsarmento.adv.br/content/3-publicacoes/16-a-protecao-judicial-dos-direitos-sociais-alguns-parametros-etico-juridicos/a-protecao-judicial-dos-direitos-sociais.alguns-parametros-etico-juridicos-daniel-sarmento.pdf. Acesso: 11 de out. 2017.

SCHWARTZ, Germano e TEIXEIRA, Vitor Rieger. O direito à saúde no Brasil e a teoria da reserva do possível como falácia à sua efetivação. Revista Direito e Democracia, Canoas/RS, v.11, n.1, jan./jun, 2010.

SEN, Amartya. Direitos Humanos e Diversidade Cultural. Org. R. Darton e O. Duhamel, adaptação de Desidério Murcho, Rio de Janeiro: Record, 2001.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 INTER: REVISTA DE DIREITO INTERNACIONAL E DIREITOS HUMANOS DA UFRJ

BASE - Bielefeld Academich Search Engine Resultado de imagem para livre revistaResultado de imagem para rvbi Resultado de imagem para google scholar

EM AVALIAÇÃO: 

 

 JSTOR Home  ORCID logo  CNEN  Resultado de imagem para european reference index for the humanities