UM ESTUDO DE DIREITO COMPARADO SOBRE AS DEFENSORÍAS DEL PUEBLO DA ARGENTINA, BOLÍVIA E COLÔMBIA: POR QUE NÃO IMPORTAR PARA O BRASIL?

Raquel Santos de Almeida

Resumo


O escopo do presente trabalho é a investigação sobre a instituição da Defensoría del Pueblo na América Latina, particularmente com foco nas experiências argentina, boliviana e colombiana, e verificação quanto à necessidade de sua incorporação à realidade e contexto brasileiros. Busca-se identificar quais as vantagens e desvantagens que apresentariam os modelos das Ouvidorias/Ombudsmen em relação às instituições brasileiras na tutela dos Direitos Humanos (na esfera federal, mormente, em relação à Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão, órgão especializado do Ministério Público Federal, que figuraria até então como equivalente no contexto internacional às Defensorías del Pueblo, ladeando com as mesmas nos fóruns internacionais).       Procura-se apontar, brevemente, quais seriam as referências e contribuições relevantes para o aprimoramento da experiência institucional brasileira na defesa e efetivação de tais direitos.


Palavras-chave


Tutela de Direitos Humanos no Brasil; Defensorías Del Pueblo; América Latina; Instituições; Direito Comparado; Direito Internacional dos Direitos Humanos

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 INTER: REVISTA DE DIREITO INTERNACIONAL E DIREITOS HUMANOS DA UFRJ

BASE - Bielefeld Academich Search Engine Resultado de imagem para livre revistaResultado de imagem para rvbi Resultado de imagem para google scholar

EM AVALIAÇÃO: 

 

 JSTOR Home  ORCID logo  CNEN  Resultado de imagem para european reference index for the humanities