Relações artístico-pedagógicos além da cena, possibilidades coletivas do Teatro de Grupo

Caio Sérgio de C. A. F. Franzolin, Carminda Mendes André

Resumo


O presente artigo visa compreender aspectos característicos do Teatro de Grupo presente na cidade de São Paulo, como ações que extrapolam as apresentações teatrais e um olhar restrito sobre a criação artística, entendendo que, na dinâmica desses coletivos, faz-se presente uma inter-relação com os territórios nos quais as sedes desses grupos de teatro estão inseridas. No desenvolvimento deste pensamento sobre o que estamos denominando “Territórios de Criação”, são trazidas referências da geografia urbana, ação cultural e educação.


Palavras-chave


teatro de grupo; cultura urbana; ações artístico-pedagógicas.

Texto completo:

PDF

Referências


CARREIRA, André. Teatro de grupo e a noção de coletivo criativo. Anais do VI Congresso Brasileiro de Pesquisa e Pós-Graduação em Artes Cênicas – BRACE. Campinas, 2010, p. 1-5.

CARREIRA, André. Teatro de Grupo um Território Multifacético. In: ARAUJO, Antônio; AZEVEDO, José Fernando; TENDLAU, Maria (org.). Próximo ato: teatro de grupo. São Paulo: Itaú Cultural, 2011, p. 42-47.

COELHO, Teixeira. O que é ação cultural. São Paulo: Brasiliense, 2012. (Coleção Primeiros Passos).

FOUCAULT, Michel. Ditos e Escritos. vol. III. Estética: Literatura e Pintura, Música e Cinema. MOTTA, Manoel Barros da (Org.). Tradução de Inês Autran Dourado Barbosa. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2001.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia. Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GUINSBURG, Jacó; FARIA, João Roberto; LIMA, Mariângela Alves (coords.). Dicionário do Teatro Brasileiro – Temas, Formas e conceitos. São Paulo: Perspectiva, 2009.

JANIASKI, Flávia. O produtor e o produto no teatro de grupo. Urdimento: Revista de estudo em Artes Cênicas. Florianópolis, n. 11, p. 67-78, dez. 2008.

MATE, Alexandre. A produção teatral paulistana dos anos 1980 – r(ab)iscando com faca o chão da história: tempo de contar os (pré)juízos em percursos de andança. São Paulo, 2008. 561 p. Tese de doutorado em História. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

MATE, Alexandre. O teatro de grupo na cidade de São Paulo e a criação de espetáculos (na condição de experimentos) estéticos sociais. Baleia na Rede - Estudos em arte e sociedade. Marília, v. 1, n. 9, p. 178-194, março 2013.

MORAES, Edson. Gestão de Sedes de Grupos de Teatro: Espaços de Transformações. V Seminário Internacional – Políticas Culturais. Setor de Políticas Culturais. Rio de Janeiro: Fundação Casa de Rui Barbosa, p. 1-14, maio 2014.

RANCIÈRE, Jacques. A partilha do Sensível: estética e política. Tradução de Mônica Costa Netto. 2. ed. São Paulo: Editora 34, 2009.

SANTOS, Milton. O Espaço do Cidadão. 7. ed. São Paulo: EdUSP, 2007.

SANTOS, Milton. A Natureza do Espaço: técnica e tempo. razão e emoção. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 interFACES