Amor pluriúsculo no tribunal ôntico

Eider Madeiros

Resumo


Como se daria a divagação sobre o amor a partir da coisa? Coisa enquanto exterioridade que busca por si mesma se distanciar e se privar daquilo que lhe aflige? E quando o que aflige é já o sintoma de amor? Este trabalho se orienta a partir destas reflexões para contar de maneira breve como um olhar diante do amor corre riscos de se pulverizar em ambivalências.


Palavras-chave


Amor; Ontologia; Sintoma

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.