A poesia de Glória de Sant’anna: um roteiro de leitura dos primeiros livros

Giulia Spinuzza

Resumo


Através da análise aprofundada de aspectos temáticos da obra de Glória de Sant’Anna, poeta de origem portuguesa que viveu durante mais de duas décadas em Moçambique, analisaremos o imaginário poético fundado em elementos naturais, sobretudo aquáticos, que são retomados pela geração de poetas do pós-independência. A partir da articulação de elementos temáticos identificáveis com a água, pretendemos contribuir para a definição de um núcleo temático construído à volta do imaginário do Índico, que se vai afirmando desde o período colonial e que constitui um dos núcleos temáticos chave para entender a poesia moçambicana. Neste ensaio pretendemos demonstrar que nos textos mais intimistas a poeta reelabora metaforicamente o imaginário oceânico, tornando-o num espaço universal de identificação entre o eu-lírico e a vastidão do horizonte do Índico.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.35520/mulemba.2019.v11n21a31269

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Mulemba

Indexadores e bases bibliográfcias:
Periódicos Capes Latindex Diadorim EZB Google Acadêmico  DRJI  Livre Base  Sudoc Worldcat HNU  InfoGuide 


Licença Creative Commons
A Revista Mulemba utiliza uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.