árvores de Cabo Verde na literatura; Darwin; espécies; plataforma. giratória

Thaís Santos

Resumo


Este estudo visa a analisar o conto A Árvore que tinha batucada e seu possível diálogo com o Realismo Maravilhoso. Escrito pelo angolano Boaventura Cardoso, cuja literatura foi classificada como uma "falaescrita", o conto se apropria de elementos da cultura tradicional banto-angolana para recriar um universo insólito numa comunidade africana contemporânea, tensionando tradição e modernidade.

PALAVRAS-CHAVE: Realismo Maravilhoso, Literatura angolana, Cultura tradicional banto-angolana, Boaventura Cardoso.


Palavras-chave


Realismo Maravilhoso, Literatura angolana, Cultura tradicional banto-angolana, Boaventura Cardoso.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.35520/mulemba.2009.v1n1a4673

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Mulemba

Indexadores e bases bibliográfcias:
Periódicos Capes Latindex Diadorim EZB Google Acadêmico  DRJI  Livre Base  Sudoc Worldcat HNU  InfoGuide 


Licença Creative Commons
A Revista Mulemba utiliza uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.