O MALANDRO, O MENDIGO, O LADRÃO E O PAPAGAIO: A QUADRILHA DO HUMOR

Bruno Santoro

Resumo


Luandino Vieira apresenta, no conto “Estória do Ladrão e do Papagaio”, a estrutura de uma quadrilha, um grupo transgressor que o autor traz para promover o riso. Se comparado ao humor que Bertolt Brecht utiliza em suas peças teatrais -- como na peça Ópera dos três vinténs, em que temos um grupo de contraventores não menos engraçado --, esse humor possui um teor social. À primeira vista, ri-se fácil da situação dos bandidos, mas, à medida que a história de cada um se desenvolve, o riso aproxima-se da compaixão. Assim, o divertimento cômico obtido com a situação proposta culmina num humor que leva à reflexão.

PALAVRAS-CHAVE: quadrilha; Luandino Vieira; humor; reflexão


Palavras-chave


quadrilha; Luandino Vieira; humor; reflexão

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.35520/mulemba.2011.v3n5a4881

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Mulemba

Indexadores e bases bibliográfcias:
Periódicos Capes Latindex Diadorim EZB Google Acadêmico  DRJI  Livre Base  Sudoc Worldcat HNU  InfoGuide 


Licença Creative Commons
A Revista Mulemba utiliza uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.