ÓXIDO NITROSO (N2O) EM AMBIENTES AQUÁTICOS CONTINENTAIS: PRODUÇÃO, FATORES REGULADORES E FLUXOS DE DIFERENTES AMBIENTES

Viviane Figueiredo Souza, Alex Enrich Prast

Abstract


O óxido nitroso (N2O) é um dos três principais gases causadores do efeito estufa, além de já ser apontado como o principal gás destruidor da camada de ozônio neste século. Este gás é produzido naturalmente através dos processos de nitrificação e desnitrificação em ambientes aquáticos e terrestres. Taxas de emissões de N2O têm sido amplamente estudadas em ecossistemas terrestres, porém comparativamente, estas tem sido negligenciadas em ecossistemas aquáticos continentais, apesar do recente reconhecimento da importância destes ambientes nos ciclos globais de carbono e nitrogênio. O objetivo deste trabalho foi apresentar os principais fatores reguladores sobre a produção de N2O através dos processos de nitrificação e desnitrificação em lagos, reservatórios, rios, mangues e estuários. As taxas de emissão N2O destes ambientes apresentam grande diferença entre si, variando em até quatro ordens de magnitude. Os maiores valores de fluxo de N2O foram observados em estuários, manguezais e rios. Lagos e reservatórios são ambientes mais estáveis do que manguezais, estuários e rios e esta característica faz com que a variabilidade de fatores como pH e concentrações de nutrientes seja menor, favorecendo uma maior estabilidade de processos e consequentemente uma menor produção e emissão de N2O. 


Keywords


óxido nitroso; nitrificação; desnitrificação; fatores reguladores; sistemas aquáticos continentais

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Locations of visitors to this page
  

We are also in Facebook! Like our fan page on

(www.facebook.com/OecologiaAustralis)

 

ISSN 2177-6199